15 milhões de pessoas podem ficar desabrigadas por degelo na Terra

De acordo com uma nova pesquisa publicada na revista Nature, 15 milhões de pessoas em todo o mundo estão vivendo sob a ameaça constante de inundações devido ao descongelamento de geleiras. Com o aquecimento global, as geleiras estão liberando grandes quantidades de água acumuladas em lagos glaciais, o que pode resultar em transbordamentos e inundações.…

De acordo com uma nova pesquisa publicada na revista Nature, 15 milhões de pessoas em todo o mundo estão vivendo sob a ameaça constante de inundações devido ao descongelamento de geleiras. Com o aquecimento global, as geleiras estão liberando grandes quantidades de água acumuladas em lagos glaciais, o que pode resultar em transbordamentos e inundações. O risco é ainda maior para as populações que vivem próximas a esses lagos, especialmente na Ásia, onde mais da metade dessas pessoas se encontra em países como a Índia, o Paquistão, o Peru e a China.

Os autores do estudo destacam que o verdadeiro problema não é o tamanho ou o número de lagos glaciais, mas sim a presença de pessoas vulneráveis na paisagem que os torna propensos a desastres. Tom Robinson, professor da Universidade de Canterbury e coautor do estudo, comparou uma inundação causada pelo descongelamento de geleiras com um “tsunami interno” sem aviso prévio, que se assemelha ao rompimento de uma barragem. Em 1941, uma inundação desse tipo resultou em entre 1.800 e 6 mil mortes no Peru.

O Paquistão, que tem a maior quantidade de geleiras fora das regiões polares, também sofreu um aumento significativo de inundações em seus lagos glaciais. Em 2022, o país registrou pelo menos 16 acidentes em Gilgit-Baltistan, no norte, em comparação com anos anteriores. Embora ainda não haja confirmação de que esses eventos estão relacionados ao derretimento de geleiras, o aumento da frequência dessas inundações é preocupante.

Além da Ásia, a região dos Andes também está sendo afetada pelo derretimento de geleiras, mas a pouca pesquisa realizada na região preocupa os cientistas. Já na América do Norte e nos Alpes europeus, o risco de inundações é menor, pois a população vivendo nas proximidades das bacias glaciais é relativamente pequena.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *