17 motivos pelos quais bolsonaristas presos em Brasília não deviam reclamar de ditadura

Veja os 17 motivos pelos quais os bolsonaristas presos nos ginásios de Brasília não deveriam comparar sua situação com a de vítimas de perseguição política por regimes autoritários nem dizer que vivemos numa ditadura.

As redes sociais bolsonaristas desde ontem estão inundadas de mensagens associando a ação do Governo Federal contra os atentados em Brasília à Ditadura Militar Brasileira e ao nazismo. Até há pouco muitos deles defensores da Ditadura, o desconhecimento histórico gritante exige alguns esclarecimentos.

Veja os 17 motivos pelos quais os bolsonaristas presos nos ginásios de Brasília não deveriam comparar sua situação com a de vítimas de perseguição política por regimes autoritários nem dizer que vivemos numa ditadura.

1 – O Brasil possui uma Constituição das mais democráticas do mundo. Sua promulgação em 1988 foi resultado direto da participação e decisão populares.

2 – No Brasil há alternância de poder. Inclusive o PT, que oposição até 2002, esteve no governo entre 2003 e 2016, e voltou para a oposição. Agora é governo de novo.

3 – As eleições brasileiras são regulares.

4 – As eleições brasileiras são competitivas, permitem mais de um partido.

5 – As eleições brasileiras são plurais, permitem a organização política e disputa por partidos com programas divergentes.

6 – No Brasil há divisão clara (tá certo, às vezes nem tanto) de funções entre o Executivo, o Legislativo e o Judiciário.

7 – As autoridades públicas são obrigadas a seguir a lei no exercício de suas funções, não podendo se desviar delas. Muitas vezes isso não acontece, é claro, como quando um presidente da República usa de sua estatura para promover medicamentos ineficazes numa pandemia.

8 – O Estado não tem o direito de cassar direitos, senão mudá-los por meios legais e democráticos.

9 – Qualquer cidadão em gozo de seus direitos civis pode votar e se candidatar.

10 – O atual governo foi eleito legítima e democraticamente, dentro das regras do jogo.

11 – O Judiciário tem autonomia. Inclusive o Poder que hoje determina a prisão dos terroristas é o mesmo que prendeu Lula e depois o libertou. Lula se entregou e esperou a Justiça inocentá-lo para voltar à liberdade.

12 – A prisão dos golpistas em Brasília foi feita por poderes independentes, democraticamente constituídos e no exercício restrito de suas funções.

13 – A Lei Federal 13.260/2016 prevê o crime de terrorismo. Tipifica expressamente o crime como “provocar terror social ou generalizado, expondo a perigo pessoa, patrimônio, a paz pública ou a incolumidade pública”.

14 – Todos os presos têm direito à defesa, estão sendo detidos dentro da legalidade e por meios autorizados pela legislação.

15 – Não há cerceamento do direito de expressão. Vejam os vídeos que circulam dos golpistas, inclusive denunciando a “ditadura”. Numa ditadura, como aquela que muitos deles defendem, entre as primeiras coisas que desaparecem é o direito de se expressar.

16 – Há no Brasil direitos de livre manifestação. Bolsonaristas fazem seus protestos incólumes há anos. O que não há é concessão para a prática de crimes. Eles não estão presos por se manifestar mas sim por cometer crimes graves. Basta ver as fotos.

17 – Por fim (eu não devia, mas é irresistível, ainda que incivilizado), como item 17 há uma grave questão de dubiedade poética no fato de defensores da ditadura alegarem agora falta de democracia. Essas pessoas que vão às ruas pedindo intervenção militar, controle do Estado sobre os dissidentes etc não resistiriam a um dia de ditadura. Nem devem, nenhum de nós. E, afinal, temos que respeitar o fato de que eles têm os mesmos direitos que os cidadãos de bem (novamente não resisti).


    Comments

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *