3R sinaliza que pretende negociar refinaria Clara Camarão, que vende a gasolina mais cara do país

Novos investimentos na refinaria da 3R foram descartados pela empresa, que já vende a gasolina mais cara do país; empresa vê queda no lucro operacional e fala em desinvestimentos; ações na bolsa despencam mais de 5%. “3R Petroleum (RRRP3) descarta investir em refino e avalia parcerias”, dizia a manchete do portal InfoMoney de quarta (9).…

Novos investimentos na refinaria da 3R foram descartados pela empresa, que já vende a gasolina mais cara do país; empresa vê queda no lucro operacional e fala em desinvestimentos; ações na bolsa despencam mais de 5%.

“3R Petroleum (RRRP3) descarta investir em refino e avalia parcerias”, dizia a manchete do portal InfoMoney de quarta (9). Desde terça-feira, a 3R é destaque no noticiário econômico, por conta da divulgação de seus resultados no segundo trimestre de 2023 (2T23, no jargão dos investidores).

Em teleconferência realizada na tarde de quarta, o diretor financeiro da 3R, Rodrigo Pizarro, afirmou aos acionistas que “Desde que a gente assinou o Polo Potiguar, avaliamos o mid & dowstream tanto como parceria como de venda parcial de ativos, que não afetam diretamente ou substancialmente nosso Ebitda”.

O que diz o recado da 3R para seus investidores

A linguagem cifrada do mercado financeiro – termos como mid & dowstream e Ebitda – contém uma mensagem claramente entendida pelos investidores, para quem Pizarro falava. Em outras palavras, vejamos o que diz o diretor da 3R Petroleum.

Ebitda costuma ser traduzido como “lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização”. Podemos chamar de “lucro operacional”, para simplificar. O lucro operacional da 3R caiu 3,1% no segundo trimestre de 2023, em comparação com o ano anterior (no jargão da bolsa: 2T23 versus 2T22).

A refinaria Clara Camarão foi assumida pela 3R em 8 de junho deste ano. Vendendo a gasolina mais cara do país, a refinaria da 3R faz parte daquilo que Pizarro chama de midstream. Midstream, na indústria do petróleo, nada mais é que refino e armazenagem de combustíveis.

Quando o executivo da 3R fala em “parcerias” ou “venda parcial” de ativos do mid & dowstream, é à refinaria Clara Camarão que ele se refere – a única refinaria operada pela 3R.

Pizarro ainda declarou, na teleconferência com os investidores da 3R, que os “ativos que não são core 100% da companhia” estão nos planos da empresa para algum tipo de transação. As possibilidades mencionadas incluem repassar a operação da refinaria ou mesmo vendê-la.

Core, em português, significa núcleo ou centro. O core da 3R é aquilo que chamam de upstream, ou seja, exploração e produção de petróleo e gás. A refinaria Clara Camarão não faz parte do core da 3R, ela é midstream, não upstream.

No próprio site da 3R, a empresa se define como “uma companhia brasileira de capital aberto que produz óleo e gás” e que tem “foco no redesenvolvimento de campos maduros e em produção”. Não há sequer menção ao refino e produção de combustíveis. Não é o negócio deles, mas por algum motivo quiseram assumir a Clara Camarão.

3R se prepara para novos aumentos na gasolina?

A mensagem do diretor financeiro da 3R para seus investidores foi contundente ao explicitar que a empresa não irá investir na área de refino, que – no caso 3R – é a refinaria Clara Camarão. A intenção é otimizar os lucros sem realizar novas despesas.

Atualmente, a refinaria da 3R vende a gasolina mais cara do país. Enquanto as refinarias da Petrobras vendem o litro da gasolina por R$ 2,52, a refinaria da 3R vende por R$ 3,20. Segundo as análises financeiras veiculadas desde terça-feira (8), a margem de retorno do período inicial das operações da 3R no refino foi de 1,4%. Um valor considerado muito baixo, o que forçaria a empresa a futuros aumentos no preço dos combustíveis, para alcançar margens que justifiquem os investimentos já realizados.

Por outro lado, os postos de gasolina do Rio Grande do Norte se articulam para comprar gasolina em outros estados, onde o combustível é mais barato. E ainda há a crescente revolta da população potiguar pressionando a 3R a rever sua política de preços. Ontem mesmo, a empresa reajustou os valores, baixando o preço da gasolina e elevando o do diesel.

O banco BTG, por exemplo, analisou o fraco desempenho da 3R em 2T23 dizendo que a tendência é de melhora, “após atrasos e percalços operacionais que atrapalharam a disposição do mercado de pagar por futuros aumentos”.

Lembrando que o BTG é sócio da 3R. Aproveite e leia esta matéria.

Ações da 3R despencam

Na quarta (9), as ações da 3R caíram 0,32%, em resposta aos resultados. Ontem (10), as ações da empresa, com o código RRRP3 na bolsa de SP, estiveram entre as mais negociadas e tiveram a segunda maior queda do dia. Despencaram 4,96%, em parte movidas pela queda no setor do petróleo. Mas o BTG aposta que isso vai mudar.

Quem apostou na recomendação do BTG e do Ágora, ontem (10), de operar daytrade comprado em 3R, amargou grande prejuízo.

A 3R, como exposto em nossa reportagem de 5 e 6 de agosto, que publicamos no Agora RN, não possui experiência anterior na área de refino e sequer atuava na extração de óleo antes de adquirir os campos da Petrobras que hoje opera. Sua limitada experiência (know-how, para não esquecermos do jargão empresarial) provavelmente é um componente ativo no preço dos combustíveis no Rio Grande do Norte.

Ao sinalizar que não fará novos investimentos na refinaria e que pretende envolvê-la em negócios futuros, a 3R parece aceitar o fato de que não tem capacidade técnica nem estrutura financeira para uma operação desse porte. O provável curso dos acontecimentos deverá incluir novos aumentos no preço dos combustíveis vendidos pela refinaria da 3R, com o propósito de melhorar seu desempenho financeiro e torná-la mais atrativas para futuros compradores.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *