A guerra santa por Bolsonaro

A eleição presidencial de 2022 no Brasil gerou um racha no universo evangélico brasileiro. Enquanto alguns líderes de grandes igrejas têm tentado se aproximar do governo Lula, um grupo de pastores aderiu ao movimento que defende uma intervenção militar e o retorno de Jair Bolsonaro ao poder. Esses pastores não possuem igrejas físicas grandes, mas…

A eleição presidencial de 2022 no Brasil gerou um racha no universo evangélico brasileiro. Enquanto alguns líderes de grandes igrejas têm tentado se aproximar do governo Lula, um grupo de pastores aderiu ao movimento que defende uma intervenção militar e o retorno de Jair Bolsonaro ao poder. Esses pastores não possuem igrejas físicas grandes, mas conseguem alcançar milhões de pessoas através das redes sociais.

Entre os conteúdos que esses pastores divulgam, estão várias profecias e revelações que eles dizem ter recebido de Deus, como uma revelação sobre a destruição do Supremo Tribunal Federal (STF), uma visão sobre um pacto que Lula teria feito com demônios e a mensagem de que Deus seria favorável a uma intervenção nos poderes da República.

Sandro Rocha, um dos pastores mais proeminentes do movimento, tem mais de 120 mil seguidores no Twitter e quase 500 mil no YouTube, com quase 75 milhões de visualizações em seus vídeos. Ele tem divulgado profecias políticas e chegou a afirmar que a recente queda de torres de energia em diferentes partes do país foi vontade divina.

Outra pastora bolsonarista youtuber, Valdirene Moreira, tem centenas de milhares de seguidores em diferentes contas no YouTube e, desde a queda de sua página, tem recorrido aos canais de seus filhos e a duas novas páginas para seguir publicando na plataforma. Ela tem feito declarações sobre invasões ocorridas nas sedes dos Três Poderes em Brasília e citações bíblicas sobre tempos de paz e de guerra.


Comments

Uma resposta para “A guerra santa por Bolsonaro”

  1. lembrem-se, mesmo o rei Davi já sendo eleito e profetizado e ungido como rei, o povo ainda teve Saul por 40 anos como rei…. Então ser profetizado e ungido não necessariamente seja pra agora….não é comparação nem nada, apenas deixando claro que o profeta pode ou não estar errado….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *