A guerra virtual das primeiras-damas

Cresce a atenção dada às primeiras-damas Janja Lula e Michelle Bolsonaro em processos políticos e eleitorais. Embora Janja tenha aumentado sua base nas redes sociais em 28,6% desde a posse do presidente Lula, ela ainda fica atrás de Michelle, que tem 5,9 milhões de seguidores. Janja, no entanto, tem mais interações em suas publicações. A…

Nunca antes na história do Brasil as primeiras-damas tiveram tanta atenção nos processos políticos e eleitorais. Janja e Michelle parecem fazer parte de uma estratégia mais ampla que visa a alcançar novos segmentos do eleitorado, rompendo barreiras estabelecidas pela polarização dos últimos anos.

Diante disso, natural que os institutos começam a estudar o desempenho de ambas, inclusive com pesquisas e análises de redes.

Alguns dos primeiros dados a respeito mostram o crescimento da atual primeira-dama do Brasil, tanto nas redes sociais quanto no conjunto da opinião pública.

Janja Lula da Silva teve um crescimento de 28,6% em suas redes sociais desde a posse do presidente Lula em janeiro de 2023, atingindo um total de 3,6 milhões de seguidores.

Apesar do aumento, Janja ainda fica atrás da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, que tem 5,9 milhões de seguidores. No Instagram, a diferença de seguidores entre as duas é de 3,8 milhões.

Entretanto, Janja tem mais interações em suas publicações, diversificando temas e trabalhando na perspectiva de oferecer informações públicas relevantes, a exemplo do vídeo de incentivo ao uso do 180 para relatos de importunação sexual durante o Carnaval.

Michelle vem adotando recentemente estratégia similar, usando seus canais para denunciar o assédio e defender atitudes de empoderamento feminino.

A guerra virtual das primeiras-damas está apenas começando.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *