A solidão inacabável do expansivo brasileiro

Uma pesquisa do instituto PoderData divulgada recentemente apontou que 28% dos brasileiros afirmam ter, no máximo, um amigo próximo. Desse total, 14% declararam não ter nenhum amigo, enquanto outros 14% afirmaram ter apenas um amigo. Esses números representam um aumento em relação à pesquisa anterior, realizada em setembro de 2021, quando a taxa de pessoas que afirmavam não ter amigos era de 9%.

Para especialistas em psicologia, o aumento na taxa de pessoas sem amigos é um problema social que vem se acentuando nos últimos anos. A médica psiquiatra Elisa Brietzke, professora da Queen’s University, no Canadá, destaca que a solidão está relacionada a diversos problemas de saúde mental e física, podendo até mesmo levar a pessoa a morrer precocemente.

Além disso, a pesquisa indica uma descentralização do perfil de amizades dos brasileiros, já que antes 73% afirmavam ter de 1 a 10 amigos, enquanto hoje esse percentual encolheu para 49%. Já a taxa dos que afirmam ter mais de 10 amigos aumentou de 8% para 14%.

O levantamento foi realizado entre os dias 2 e 4 de abril de 2023, com 2.500 entrevistados em todo o país. A pergunta realizada foi: “Você tem quantos amigos ou amigas bem próximos? Familiares e namorado ou namorada não contam”.