A tal da picanha: governo comemora aumento do consumo de carne por brasileiros

De acordo com a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), o consumo de carne bovina pelos brasileiros deve aumentar em 2023, após cinco anos de queda. A disponibilidade per capita da proteína vai passar de 26 para 29 quilos por habitante no ano, o que representa um aumento de 11,6%. Ainda segundo a Conab, somados os três principais tipos de proteína animal consumidos pelos brasileiros, a bovina, a suína e a de frango, o número atingirá 96 quilos por habitante no ano, sendo o segundo maior índice já registrado, sendo inferior apenas a 2013.

Nos últimos anos, o consumo de carne bovina no país vinha caindo. Em 2018, o consumo per capita médio foi de 34 quilos de carne bovina. No ano seguinte, caiu para pouco mais de 30 quilos. Em 2020 e 2021, ficou estabilizado em 27 quilos, enquanto no ano passado, recuou para 26 quilos por habitante.

A projeção de aumento do consumo de carne bovina em 2023 se deve ao crescimento da produção e da oferta no país, impulsionado pelo aumento do abate de bovinos e pelo aumento da demanda externa. O aumento do consumo de carne bovina é visto com bons olhos pelos produtores, que esperam ampliar a produção e a exportação da proteína.