A vida universitária e uma cabeça cheia de problemas…

Que a vida do universitário não é fácil, todos sabemos: curso, estágio, bolsa, família, amigos, tempo para si próprio, isso tudo ao mesmo tempo é bem difícil de conciliar. Apesar da dificuldade, a tentativa existe; o efeito é o crescimento dos sintomas de ansiedade, depressão e outras condições que cada vez mais afetam essa parcela…

Que a vida do universitário não é fácil, todos sabemos: curso, estágio, bolsa, família, amigos, tempo para si próprio, isso tudo ao mesmo tempo é bem difícil de conciliar. Apesar da dificuldade, a tentativa existe; o efeito é o crescimento dos sintomas de ansiedade, depressão e outras condições que cada vez mais afetam essa parcela da população.

Reconhecendo esse problema, a Universidade do Rio Grande do Norte oferece alguns serviços de atenção à saúde, sendo o atendimento psicológico gratuito um deles. Não são somente os estudantes os beneficiados: servidores também têm acesso, assim como a comunidade pode usufruir. Uma das iniciativas mais importantes da instituição é o Programa de Enfrentamento à Tristeza, integrado ao projeto “Terapias complementares para o tratamento da depressão maior”, que busca atender pacientes que acreditem ou tenham diagnóstico de depressão unipolar, ou que sintam tristeza constante. OK, nós podemos até nos perguntar: qual o problema da tristeza em si? O depressivo não é necessariamente um triste. Mas, diante de um caso urgente de saúde pública, podemos deixar a filosofia de lado por um instante…

Essa ação pedagógica da UFRN é desenvolvida junto aos estudantes de psicologia e ao mesmo tempo amplia o espaço em relação às atenções psicoterapêuticas dadas à comunidade local interna e externa de Natal e no interior. Todos os anos tem plantões de atenção breve aos estudantes e a comunidade externa a partir de inscrições online, que vem com boa intenção mas que, é bom dizer, precisa de reparos; assim como a demanda é grande, a burocracia também é. E burocracia também adoece…


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *