A volta do sarampo, uma vergonha internacional

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) tem alertado para o risco de surto de um sarampo no continente americano, com o Brasil liderando a circulação endêmica do vírus. Um título que deveria causar vergonha. De acordo com Ana Caetano, presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia, a América havia ficado livre do sarampo em 2016, mas…

A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) tem alertado para o risco de surto de um sarampo no continente americano, com o Brasil liderando a circulação endêmica do vírus. Um título que deveria causar vergonha.

De acordo com Ana Caetano, presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia, a América havia ficado livre do sarampo em 2016, mas a baixa cobertura vacinal fez com que novos casos, vindos de outros países, voltassem a circular no continente.

Em 2021, apenas seis países do continente atingiram o nível recomendado de 95% de cobertura com duas doses, e outros dez países relataram cobertura inferior a 80%.

O Brasil teve uma redução de 50% na cobertura vacinal no último ano, resultando no aumento de casos e óbitos.

A campanha de multivacinação contra poliomielite e sarampo nas escolas foi anunciada pelo Ministério da Saúde para ocorrer a partir de maio. Veremos então se o terraplanismo vencerá.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *