Agora RN/Exatus: eleição em Natal só tem 3 cenários possíveis

A 15 meses das eleições municipais, a pesquisa Agora RN/Exatus divulgada ontem (22) confirma que a eleição para a Prefeitura de Natal em 2024 já tem os seus principais contornos definidos. Carlos Eduardo (PSD) e Natália Bonavides (PT) confirmam sua liderança não apenas na preferência do eleitor como também em seu imaginário. Um fato pouco…

A 15 meses das eleições municipais, a pesquisa Agora RN/Exatus divulgada ontem (22) confirma que a eleição para a Prefeitura de Natal em 2024 já tem os seus principais contornos definidos.

Carlos Eduardo (PSD) e Natália Bonavides (PT) confirmam sua liderança não apenas na preferência do eleitor como também em seu imaginário. Um fato pouco recordado sobre eleições é que – como em qualquer escolha em nossas vidas – o eleitor decide seu voto com base num sistema de possibilidades entranhado em sua mente.

Para escolher qual sabão em pó comprar, esse sistema é condicionado pela exposição dos produtos na prateleira. O consumidor chega ao mercado já com algumas marcas registradas em sua mente, e para cada marca uma imagem mental: Marca A é a mais eficiente; Marca B a mais barata; Marca C, a mais ecológica – e assim por diante, em infinitas combinações.

Com candidatos é a mesma coisa. Na hora de decidir em quem votar, o primeiro ato do eleitor – antes mesmo de pensar no que a cidade precisa – é resgatar em sua mente as opções disponíveis. Depois é que se fazem as associações. E algo que vale para as marcas, vale para os candidatos: até mais difícil que aparecer na prateleira é dar o segundo passo, permitir que o consumidor/eleitor tenha elementos para lhe associar a ideias, necessidades, desejos.

Pois bem, a apática eleição de 2022 no RN teve como efeito colateral a antecipação do agendamento das eleições de 2024 na mente das pessoas. Isso se confirma nos números da pesquisa divulgada pelo Agora RN, que delimitam 3 possíveis cenários para 2024. Muito dificilmente sairemos disso até julho do ano que vem, quando as alianças serão confirmadas e os acordos tornados públicos (a parte publicável deles, claro).

Em outro momento, avançaremos para as associações que envolvem os principais candidatos à Prefeitura de Natal. Por ora, vejamos os 3 cenários que concorrem para delimitar que candidatos estarão na prateleira.

Cenário 1

Embora fraco nas pesquisas, Paulinho Freire (UB) ainda é o nome mais forte dentre os que disputam o apoio do prefeito Álvaro Dias (REP) para sua sucessão.

Paulinho possui bases políticas sólidas e espalhadas por toda a cidade. Uma vez escolhido, teríamos 3 nomes fortes concorrendo por apenas 2 vagas no 2º turno: Carlos Eduardo, Natália e Paulinho.

Cenário 2

Rafael Motta (PSB) não possui o lastro político de Paulinho nem sua capacidade de mobilizar recursos. Contudo, as pesquisas vêm sustentando que seu nome – mais que nunca – está nas prateleiras. Mesmo derrotado na eleição para o Senado, Rafael conquistou um espaço na mente dos eleitores, tornando-se uma alternativa real para todas as disputas dos próximos anos.

Rafael adentra públicos mais amplos que Paulinho, mas não tem suas alianças. Preterido pelo PT desde 2022, seria surpreendente se obtivesse maior atenção dos petistas em 2024. Sua candidatura depende da formação de uma aliança ampla. E o único campo aberto no qual ainda pode disputar é o do apoio de Álvaro Dias.

Novamente teríamos o candidato de Álvaro, Carlos e Natália – os 3 disputando 2 vagas no 2º turno.

Cenário 3

Não se deve descartar a possibilidade de a governadora Fátima Bezerra inserir a eleição de 2024 no projeto para 2026. Caso isso ocorra, a candidatura de Natália poderá não se concretizar. O caminho óbvio para isso seria o apoio do PT a Carlos Eduardo. Acontecendo isso, a eleição acabou.

Álvaro também calcular que a melhor saída é uma aposta segura. Sua recomposição com Carlos Eduardo teria o mesmo efeito que o apoio do PT a Carlos: WxO.

E não há mente sã que descarte a possibilidade de um WxO ao quadrado: Fátima e Álvaro apoiando Carlos.

Resumo da conversa

Só existem duas vagas no 2º turno. E só existem 3 forças com capacidade de chegar ao 2º turno: Carlos Eduardo, Natália e um possível candidato de Álvaro Dias. Dentre as opções de Álvaro, dois nomes viáveis: Paulinho Freire e Rafael Motta.

4 nomes, 2 acessos à final e 1 cadeira de prefeito. Carlos Eduardo tem o trunfo do xeque-mate, caso capture Fátima ou Álvaro – ou ambos. Do contrário, teremos eleição pra valer, e o chaveamento vai ficando cada vez mais claro.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *