Álvaro Dias projeta revolucionar Ponta Negra

O projeto da Prefeitura de Natal para a reestruturação da praia de Ponta Negra avança mais rápido que o esperado, o que é uma boa notícia não apenas para os comerciantes locais como para a economia da capital.

Ponta Negra é um nossos principais cartões postais e a praia urbana com maior potencial turístico de Natal. Contudo, sofre o estreitamento de sua área utilizável. Nos horários de maré cheia, o mar alcança as estruturas urbanas e inviabiliza o usufruto da faixa de areia. O projeto de engorda da praia em curso promete sanar o problema e liberar todo o seu potencial turístico.

A reestruturação da Praia de Ponta Negra já está em andamento, com a primeira etapa sendo o enrocamento e proteção costeira. O projeto prevê a instalação de cerca de 19 mil blocos de concreto ao longo de dois quilômetros de praia, em nove trechos. A etapa de enrocamento custará cerca de R$ 23,5 milhões.

Toda a cadeia produtiva local foi impulsionada. Projetamos que aconteça em Ponta Negra, após o término do trabalho de requalificação do nosso principal cartão postal. Teremos uma Ponta Negra antes e depois da engorda.

Álvaro Dias,
prefeito de Natal

A obra consiste em aumentar a extensão da praia, deixando a faixa de areia com 100 metros de largura na maré baixa e 50 metros na maré alta. Um ganho significativo diante da atual situação.

O projeto faz parte de uma estratégia de valorização do turismo em Natal, com objetivo de atrair mais visitantes e impulsionar a economia local. Álvaro Dias também destacou que a obra vai contribuir para a proteção costeira, trazendo benefícios ambientais e também sociais.

O exemplo de Camboriú

O prefeito Álvaro Dias realizou visita técnica à cidade catarinense de Balneário Camboriú para conhecer o projeto de requalificação da orla da Praia Central, que tem objetivo semelhante ao projeto que está sendo implementado em Ponta Negra.

Além de observar os trabalhos in loco, ele se reuniu com o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, e discutiu os impactos da obra na cidade. Também participaram da reunião os secretários de Infraestrutura, Carlson Gomes, de Meio Ambiente e Urbanismo, Thiago Mesquita, de Planejamento, Joanna Guerra, e o consultor do Município, Genildo Pereira.

Álvaro Dias destacou que a visita tinha o objetivo de observar e analisar o projeto, que é considerado uma referência na engenharia nacional. Ele afirmou que, apesar de ter sido concluído há pouco tempo, já é possível ver a revolução no turismo de Balneário Camboriú, com a cadeia produtiva local sendo impulsionada. Ele projeta que o mesmo aconteça em Ponta Negra, após a finalização da requalificação do cartão postal da cidade.

Consulta pública

A Prefeitura de Natal iniciou uma importante consulta pública para a população sobre o Plano de Gestão Integrada da Orla da cidade, que tem como objetivo aprimorar a gestão urbana e ambiental da orla marítima. O plano é resultado das discussões realizadas em duas etapas de oficinas de planejamento em 2022, nas quais a sociedade contribuiu para a consolidação do documento.

A consulta pública ficará disponível até o dia 15 de março, e a sociedade civil organizada, a iniciativa privada e a população em geral estão convidadas a participar e oferecer suas contribuições por meio do formulário disponível no site (aqui). As discussões serão voltadas para as características locais, os usos, os problemas e as potencialidades das três Unidades de Planejamento (UPs) abordadas pelo plano.

As UPs em questão são a UP1, que inclui as praias de Areia Preta, dos Artistas, do Meio e do Forte, a UP2, que engloba Ponta Negra e a Via Costeira, e a UP3, que abrange a Redinha. De acordo com a administração municipal, o plano é um novo instrumento que visa conciliar políticas econômicas, urbanas, patrimoniais e ambientais em torno da costa, buscando soluções integradas e sustentáveis para a região.

A participação da população é fundamental para que o plano seja elaborado de forma democrática e contemple as necessidades e anseios da sociedade. Portanto, é essencial que todos os interessados contribuam com suas opiniões e sugestões por meio do formulário disponível, para que juntos possamos construir uma gestão integrada e responsável da orla da cidade.