Após as eleições, famílias se acumulam nas filas pelo auxílio

O jornal Folha de S. Paulo apurou que cerca de 128 mil famílias estão na fila de espera do auxílio, ou seja, tiveram seu cadastro efetivado mas não receberam. Durante o período eleitoral, essa fila esteve zerada. Agora, as famílias estão esperando e sem perspectiva de serem atendidas. O auxílio teve um aumento de famílias…

Foto: EBC

O jornal Folha de S. Paulo apurou que cerca de 128 mil famílias estão na fila de espera do auxílio, ou seja, tiveram seu cadastro efetivado mas não receberam.

Durante o período eleitoral, essa fila esteve zerada. Agora, as famílias estão esperando e sem perspectiva de serem atendidas. O auxílio teve um aumento de famílias contempladas nos últimos meses, mas não se sabe se será assim nos próximos.

A equipe de transição vem se preparando para, com a PEC aprovada no Senado, garantir R$ 145 bilhões para o pagamento do auxílio no próximo ano. Mesmo assim, afirmam que não será possível atender a mesma quantidade de pessoas que atualmente recebem. Serão revisados os critérios para receber e também diferenças no pagamento, como por exemplo o já anunciado complemento para as famílias com mais crianças e que tenham até seis anos.

A armação de Bolsonaro, além de não garantir sua reeleição, como esperado, não consegue nem mesmo se sustentar até o final do ano. E os milhares de brasileiros que necessitam do auxílio e estão na fila é que pagam.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *