Base bolsonarista tenta se desvincular de Roberto Jefferson

Dois, três dias depois, o assunto Roberto Jefferson continua rendendo. Apesar de tentarem quebrar vínculos e associações com os crimes cometidos pelo ex-deputado, que atacou a Polícia Federal, o governo Bolsonaro expressa sua posição em relação ao caso de forma distinta no enfrentamento dispensado à situação: Jefferson foi tratado com paciência e até arrancou risadas…

Dois, três dias depois, o assunto Roberto Jefferson continua rendendo. Apesar de tentarem quebrar vínculos e associações com os crimes cometidos pelo ex-deputado, que atacou a Polícia Federal, o governo Bolsonaro expressa sua posição em relação ao caso de forma distinta no enfrentamento dispensado à situação: Jefferson foi tratado com paciência e até arrancou risadas de um dos agentes que fazia sua apreensão, tendo toda uma equipe mobilizada para auxiliar no processo.

Por mais que tente se esconder com discursos de repúdio, a política alimentada e nutrida por Bolsonaro, de privilégio aos seus e total hostilidade a qualquer outro sujeito estranho, está mais do que dada. Essa política se expressa na morte de milhares de jovens negros e pobres, assassinados injustamente em ações policiais. Indígenas assassinados em terras griladas. Se expressa nos casos de corrupção que são tratados com vista grossa. Jefferson teve oito horas de tolerância, o brasileiro preto e pobre não tem tempo sequer de se despedir.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *