Bolsonaro não reconhece resultado das eleições e alimenta clima de revolta de seus apoiadores

Nenhuma palavra de reconhecimento do resultado das eleições. O discurso de Bolsonaro feito há instantes no hall de entrada do Palácio da Alvorada foi calculado e preciso: ele diz que seguirá seguindo a Constituição mas não dá nenhum sinal do que isso significa.

O recado que ele dar a seus apoiadores que protestam por todo o país foi dado, quem quiser entenderá: “Os atuais movimentos populares são fruto de indignação e sentimento de injustiça de como se deu o processo eleitoral”, disse o presidente.

Pouco adianta a concessão minúscula à civilidade que fez ao declarar que “manifestações pacíficas sempre serão bem-vindas, mas os nossos métodos não podem ser como os das esquerdas, que sempre prejudicaram a população”.