Câmara tenta votar projetos econômicos, entre eles limite para juros no cartão de crédito

À medida que o Brasil se aproxima o dia 7 de setembro, a Câmara dos Deputados direciona sua atenção para pautas de interesse do governo. O presidente da Casa Legislativa, Arthur Lira (PP-AL), tomou uma medida incomum ao editar um ato que exige a presença física dos parlamentares em Brasília a partir de hoje (4).…

À medida que o Brasil se aproxima o dia 7 de setembro, a Câmara dos Deputados direciona sua atenção para pautas de interesse do governo.

O presidente da Casa Legislativa, Arthur Lira (PP-AL), tomou uma medida incomum ao editar um ato que exige a presença física dos parlamentares em Brasília a partir de hoje (4). O hábito de sessões semipresenciais às segundas-feiras, com registro de presença via aplicativo, foi suspensa temporariamente por esta semana.

Uma das pautas em destaque nesta semana é a votação do projeto que estabelece um limite para os juros do cartão de crédito, bem como a introdução do programa de renegociação de dívidas denominado “Desenrola”. Através desse ato, Arthur Lira visa assegurar um quórum substancialmente elevado na sessão que ocorrerá amanhã (5), tendo garantir a aprovação da medida.

A sessão plenária também servirá para aperfeiçoar as articulações em torno do projeto que propõe a tributação das apostas esportivas. O governo tem a expectativa de arrecadar até R$ 12 bilhões com essa medida.

Zeca Dirceu (PT-PR), líder do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara, expressou a intenção de buscar a aprovação da urgência para o projeto “Desenrola” e avançar com a discussão do seu mérito até quarta-feira (6).

O deputado Alencar Santana (PT-SP), relator do projeto em pauta, também manifestou otimismo em relação à votação que pode ocorrer durante a semana do feriado, evidenciando a importância do compromisso legislativo mesmo em meio a ocasiões comemorativas. Com os olhos voltados para o avanço destas pautas, a Câmara dos Deputados entra em uma semana de decisões cruciais que moldarão o cenário político e econômico do país nos próximos meses.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *