Cansados e parados no trânsito, brasileiros veem vida escoar pelos engarrafamentos

A Pesquisa Mobilidade Urbana de 2022 revelou que, dentre os brasileiros que residem nas capitais, cerca de um quarto (25%) gasta mais de 2 horas por dia no trânsito, incluindo tanto o transporte público quanto particular. Uma situação bem conhecida da população natalense, mesmo diante da relativamente menor dimensão de nossa capital. Notícias sobre atrasos…

A Pesquisa Mobilidade Urbana de 2022 revelou que, dentre os brasileiros que residem nas capitais, cerca de um quarto (25%) gasta mais de 2 horas por dia no trânsito, incluindo tanto o transporte público quanto particular. Uma situação bem conhecida da população natalense, mesmo diante da relativamente menor dimensão de nossa capital.

Notícias sobre atrasos e superlotação nos ônibus são recorrentes e evidenciam desprezo pela população que após uma longa jornada de trabalho ainda precisa enfrentar condições extenuantes de locomoção.

Ainda segundo a pesquisa, a maioria das pessoas (32%) gasta entre uma e duas horas no trânsito, o que ainda é uma quantidade significativa de tempo perdido em deslocamento. Outros 28% dos entrevistados afirmaram passar entre 30 e 60 minutos no trânsito, enquanto apenas 15% disseram ficar até meia hora diariamente no trânsito.

Esses dados mostram a ineficiência generalizada dos transportes públicos e do trânsito como um todo no país. O impacto ambiental do congestionamento do tráfego também é uma preocupação, com o aumento da emissão de poluentes e o consumo de combustível.

A pesquisa destaca a necessidade de se investir em soluções de transporte mais eficientes e sustentáveis para melhorar a mobilidade urbana no país. Uma constatação tão antiga quanto de distante solução.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *