Carlos Eduardo rompe com Fátima e Álvaro e tenta se firmar como via independente

Está clara a nova estratégia do 4x prefeito da capital Carlos Eduardo (PSD) para a disputa da eleição municipal de 2024. Ele tenta se firmar como alternativa à polarização entre PT e oposição no RN.

Nos últimos dias, Carlos enviou recado claros ao eleitorado e às lideranças políticas. Sua filiação ao Partido Social Democrático (PSD) já sinalizava que ele pretendia acumular mais forças para não depender de apoios externos, como foi em 2022.

Na eleição para o Senado, a estratégia de Carlos se baseou fundamentalmente no apoio da governadora Fátima Bezerra (PT), que afinal não se reverteu em votos. Fátima fez dobradinhas em cerca de 100 municípios com o candidato vencedor, Rogério Marinho (PL).

Carlos parece que se cansou de esperar por aliados e partiu para cima. Criticou a gestão petista na CAERN. Declarou que caso saia candidato à Prefeitura enfrentará e derrotará o PT e Natália Bonavides. Disse que o prefeito Álvaro Dias (REP) ofereceu seu filho, Adjuto Dias, para ser vice de Fátima.

Carlos Eduardo já deu todos os sinais de seu rompimento com as duas principais lideranças políticas do RN, Fátima e Álvaro. No PSD de Zenaide Maia e Jaime Calado, ele agora tenta ser o o seu próprio fiador político.