Cenário aberto: o papel de Álvaro Dias na eleição de 2024

Com as eleições municipais de 2024 se aproximando, a capital do Rio Grande do Norte já se tornou um tabuleiro político em constante movimento. E uma peça-chave nesse xadrez é o apoio do atual prefeito, Álvaro Dias (REP), que vem despistando sobre sobre inclinações para a sucessão. Em entrevista recente, Álvaro assegurou que seu grupo…

Com as eleições municipais de 2024 se aproximando, a capital do Rio Grande do Norte já se tornou um tabuleiro político em constante movimento. E uma peça-chave nesse xadrez é o apoio do atual prefeito, Álvaro Dias (REP), que vem despistando sobre sobre inclinações para a sucessão.

Em entrevista recente, Álvaro assegurou que seu grupo terá candidatura própria, o que exclui uma composição com o PT, no qual a deputada federal Natália Bonavides já se lançou como pré-candidata.

Três nomes despontam nos bastidores da gestão municipal como possíveis sucessores de Álvaro: o deputado federal Paulinho Freire, o secretário de Serviços Urbanos de Natal, Irapoã Nóbrega e o vereador Kleber Fernandes. Entretanto, fontes próximas ao prefeito afirmam que nenhum dos três parece despertar o entusiasmo de Álvaro.

Outros nomes têm sido especulados, como os do presidente estadual do PSB, Rafael Motta, do presidente da Câmara Municipal, Eriko Jácome, e mais recentemente Joanna Guerra tem aparecido nas manchetes de jornal como alternativa.

Os movimentos políticos deste ano indicam que Álvaro Dias pode estar procurando alternativas que estejam mais alinhadas com seus interesses para manter uma sólida base política em Natal para as eleições de 2026, quando ele pretende concorrer ao Governo ou ao Senado. Afinal, perder a capital e a força eleitoral que ela representa seria um passo em direção à derrota em 2026.

A indefinição quanto ao apoio de Dias cria um cenário de incerteza. É verdade que anunciar um candidato neste momento pode gerar desgastes desnecessários. Porém, não ter uma decisão também é arriscado, principalmente porque os nomes cotados como possíveis candidatos à sua sucessão não possuem grande reconhecimento entre os eleitores de Natal.

Paulinho Freire é quem parece ter maior vantagem, dada sua experiência como presidente da Câmara e influência na casa legislativa. Contudo, até mesmo Paulinho é visto como frágil diante dos nomes que a oposição está lançando. Irapoã e Kleber, por outro lado, teriam que trabalhar intensamente durante 2023 para serem considerados candidatos viáveis em 2024, e precisariam inescapavelmente do apoio público de Álvaro.

A política é um jogo de estratégias, e o prefeito pode ter um plano alternativo, que surpreenda a todos. Caso contrário, ele poderá assistir a uma reprodução do cenário de 2022, quando a centro-direita não apresentou um nome competitivo para a eleição governamental.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *