Chega de amolação: se cadastre na plataforma “Não Me Perturbe”

A plataforma Não Me Perturbe, em operação desde julho de 2019, já passa dos 11 milhões de números de telefone cadastrados. O serviço permite que os usuários bloqueiem chamadas de telemarketing de empresas de telecomunicações e oferta de crédito consignado, proporcionando maior controle sobre as ligações recebidas e reduzindo o incômodo causado por essas chamadas.

Segundo a Conexis Brasil Digital, entidade que reúne as empresas do setor, o número de cadastros corresponde a 3,8% da base de 288,6 milhões de telefones fixos e móveis existentes no Brasil. A maior parte dos números bloqueados está no estado de São Paulo, com 5,17 milhões de registros. O Distrito Federal possui a maior proporção de telefones cadastrados na plataforma, com 7,1% da base de telefones fixos e móveis do DF.

A plataforma Não Me Perturbe faz parte das medidas de autorregulação do setor de telecomunicações para melhorar a relação com os consumidores. Desde sua implementação, o número de cadastrados cresceu ano após ano, superando a marca de 10 milhões em 2022. Em novembro do ano passado, de acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o volume de queixas diminuiu 29% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Para utilizar o serviço e bloquear chamadas indesejadas de telemarketing desses dois setores, os interessados devem se cadastrar diretamente no site da plataforma Não Me Perturbe ou por meio dos Procons em todo o país. O bloqueio ocorre em até 30 dias após o cadastro no site.

Infelizmente, o mecanismo não bloqueia ligações de outros setores, como planos de saúde ou redes varejistas. No entanto, a plataforma oferece vantagens aos consumidores que desejam evitar chamadas de telemarketing de empresas de telecomunicações e crédito consignado, proporcionando maior tranquilidade e controle sobre as ligações recebidas.