Cortes do governo federal devem impactar a educação pública

Enquanto os portais competem para atacar o Governo Estadual pelos péssimos desempenho da educação do RN divulgados pelo Inep, o Governo Federal corta quase todo o orçamento destinado à infraestrutura de escolas públicas no próximo ano.Os recursos destinados para obras, reformas e expansão de escolas tiveram redução de 97%. O projeto orçamentário de 2023 reduz…

Enquanto os portais competem para atacar o Governo Estadual pelos péssimos desempenho da educação do RN divulgados pelo Inep, o Governo Federal corta quase todo o orçamento destinado à infraestrutura de escolas públicas no próximo ano.
Os recursos destinados para obras, reformas e expansão de escolas tiveram redução de 97%. O projeto orçamentário de 2023 reduz de R$ 119,1 milhões para miúdos R$ 3 milhões, fator que acentua a precarização do ensino público do país, com escolas caindo aos pedaços.
Além disso, para a compra de transportes escolares, a redução é de 95%, e só R$ 425 mil ficam disponíveis. Conforme valores apontados como superfaturados, seria o suficiente para comprar apenas um ônibus. Vale ressaltar, inclusive, que estudantes da rede de Institutos Federais do RN não têm acesso ao transporte escolar e dependem unicamente do transporte público, tendo um prejuízo sensível com essa medida.
A posição esperada, após o desempenho abaixo da média na maioria dos estados, era que os governos federal e estaduais trabalhassem em conjunto para superar os dados preocupantes. Como já citado em matéria anterior no blog, a estrutura precarizada da escola é um dos fatores que contribui ao aprendizado precário e, com os números repassados pela União, não haverá mudança.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *