Crônicas Políticas: estreia da coluna do General Gideão, com histórias nada verídicas dos bastidores da política potiguar

Hoje estreia a coluna aperiódica do General Gideão. “Só quem conhece a história vai entender, mas todos vão se divertir”, garante Gideão.

Olá, meu querido Bira! Hoje lembrei de você ao ver uma moça bem magrinha e baixinha, com um olhar meigo e cheio de esperança, assim como o que você carrega, e que Joãozinho gentileza carregava antes de sentar com a patricinha petista, vou até avisar quem é Bona! Porque falar de patricinha e playboy no PT sem identificar fica difícil, é só que tem por lá, concorda, Bira? A esperança junto ao PT só existe nos discursos utópicos, com o verbo ‘esperançar’, os caras e as minas são legais, sentar com o rapaz, escutar seus anseios, chamar seu opositor e dar a ele o que foi suscitado, mais um sinal de afago e amor à REDE RN pelo PT, que nem para combinar lá por Brasília, deixando o seu porta-voz e a legenda sem credibilidade nenhuma. Se não fosse o sociopata molenga que tem por lá e carrega todos e todas nas costas, acho que a legenda nem existiria por cá. Não sei ainda, Bira, porque, mas ao ver a moça andar, uma ideia veio, além da sua lembrança, também veio que tamanho a REDE tem no RN, nem um e sem Marina Silva dar moral, nem para nomear um nome da REDE para o IBAMA, mostrou que o tamanho é o mesmo que o seu prestígio nacional, nenhum, nesse contexto de texto ate a história ficou sem moral visse Bira.

GG


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *