Deltan Dallagnol tem mandato cassado por fraude em sua candidatura nas eleições de 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou nesta terça-feira (16) a cassação do mandato parlamentar do deputado Deltan Dallagnol (Podemos-PR) em dois processos por fraude em sua candidatura nas eleições de 2022. A decisão do TSE já possui efeito sobre seu mandato, mas ainda é possível interpor recurso no Supremo Tribunal Federal (STF).

A candidatura de Dallagnol foi contestada pelo Partido dos Trabalhadores (PT) e pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN) nas eleições de 2022. Duas ações foram levadas à Justiça Eleitoral contra seu nome. A primeira ação aponta para uma condenação no Tribunal de Contas da União em função dos gastos com passagens aéreas durante a operação Lava-Jato. A segunda ação é decorrente de seus processos no Conselho Nacional do Ministério Público, relacionados às fraudes na operação.

Dallagnol, juntamente com o senador Sergio Moro (União-PR), foi um dos parlamentares eleitos em função de sua atuação na operação Lava-Jato.