Distribuição do FUNDEB deve acontecer com atrasos e seletividade

Os recursos de manutenção da educação básica devem ser distribuídos com base nos resultados em 2023. Dois fatores chamam atenção: o MEC ainda não definiu quais os critérios de resultado que serão analisados e que garantia os registros dizem de uma melhora real… Aqui no RN, por exemplo, as pesquisas feitas sobre os desempenhos dos…

Os recursos de manutenção da educação básica devem ser distribuídos com base nos resultados em 2023. Dois fatores chamam atenção: o MEC ainda não definiu quais os critérios de resultado que serão analisados e que garantia os registros dizem de uma melhora real…

Aqui no RN, por exemplo, as pesquisas feitas sobre os desempenhos dos alunos durante a pandemia foram amplamente questionadas por não corresponderem à realidade observada nas escolas.

Além disso, com o privilégio de escolas que apresentam resultados bons, como as escolas com resultados baixos terão oportunidade de se reerguer? De alcançar o mesmo nível das escolas que recebem mais recursos e conseguem oferecer um ensino de melhor qualidade aos seus estudantes?

Se a preocupação fosse realmente garantir melhorias significativas na educação, todas as escolas receberiam recursos suficientes para ter uma boa estrutura, material didático para todos, laboratórios equipados e funcionais, bibliotecas, refeitórios e transportes de boa qualidade. A seletividade na distribuição dos recursos aponta para uma incapacidade do governo disfarçada de “boa ação”.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *