EDITORIAL: discurso de Bolsonaro é irresponsável e alimenta fantasias golpistas

Após um longo, inédito e apequenado silêncio sobre o resultado das eleições de 30 de outubro, nosso presidente Jair Messias Bolsonaro enfim veio a público se manifestar. É o que, como constumeiro é, foi pior que o silêncio. Pouco importa que tenha dito que seguirá “como sempre” cumprindo a Constituição. A própria Constituição e a…

Após um longo, inédito e apequenado silêncio sobre o resultado das eleições de 30 de outubro, nosso presidente Jair Messias Bolsonaro enfim veio a público se manifestar. É o que, como constumeiro é, foi pior que o silêncio.

Pouco importa que tenha dito que seguirá “como sempre” cumprindo a Constituição. A própria Constituição e a Lei de Segurança Nacional fazem parte do arcabouço retórico dos golpistas.

Bolsonaro fez um pronunciamento calculado em cada detalhe. Cedeu na aparência aos apelos de importantes setores da sociedade para que aja pelo retorno da normalidade. E mandou de forma cifrada seu recado aos apoiadores que agora mesmo defendem um golpe contra a democracia brasileira.

Ele não declarou em momento algum que as eleições foram legítimas. Não reconheceu o resultado. E ainda reforçou o discurso golpista de que os protestos que interditam rodovias pelo país e pedem intervenção militar “são fruto de indignação e sentimento de injustiça de como se deu o processo eleitoral”.

Bolsonaro mais uma vez engana a todos. Sob uma aparência democrata, acaba de lançar gasolina sobre a fogueira golpista.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *