Eleição polarizada resulta em divisão entre petistas e bolsonaristas, aponta pesquisa Datafolha

Após a eleição mais acirrada da história do país, na qual Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceu Jair Bolsonaro (PL) por uma margem mínima de 50,90% contra 49,10%, o cenário político brasileiro permanece polarizado. Segundo pesquisa recente do Datafolha, publicada no sábado, 29% dos brasileiros se declaram petistas convictos, enquanto 25% se identificam como…

Após a eleição mais acirrada da história do país, na qual Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceu Jair Bolsonaro (PL) por uma margem mínima de 50,90% contra 49,10%, o cenário político brasileiro permanece polarizado. Segundo pesquisa recente do Datafolha, publicada no sábado, 29% dos brasileiros se declaram petistas convictos, enquanto 25% se identificam como bolsonaristas.

Os resultados da pesquisa se mantêm estáveis em comparação com levantamentos anteriores, considerando a margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Em março, 30% dos entrevistados se declaravam petistas, enquanto 22% se identificavam como bolsonaristas. O Datafolha ouviu 2.010 pessoas com 16 anos ou mais entre os dias 12 e 14 de junho.

A pesquisa também avaliou o grau de identificação dos entrevistados com os movimentos políticos. Na escala de 1 a 5, em que 1 representa total identificação com o bolsonarismo e 5 representa total identificação com o petismo, os dados revelaram que 25% se consideram totalmente bolsonaristas, enquanto 7% estão mais próximos do bolsonarismo. Por outro lado, 29% se definem como totalmente petistas, e 10% estão mais alinhados ao petismo. Além disso, 20% se declararam neutros, 8% não se identificaram com nenhum dos movimentos e 2% não souberam responder.

A pesquisa Datafolha conduzida entre os dias 12 e 14 de junho indica que a polarização política se consolidou no país como saldo da eleição presidencial mais acirrada da história. O número de eleitores identificados com o PT apresentou uma queda de 3 pontos percentuais desde dezembro de 2022, quando 32% se consideravam petistas. Nesse mesmo período, os bolsonaristas mantiveram-se estáveis em 25%.

É importante ressaltar que a pesquisa foi realizada em um contexto no qual o governo Lula completou seis meses. De acordo com o Datafolha, 37% dos entrevistados avaliam o governo de Lula como ótimo ou bom, enquanto 27% o consideram ruim ou péssimo. Outros 33% classificam a gestão como regular. A aprovação do presidente Lula está próxima à da gestão de Bolsonaro após o mesmo período de mandato. Em um cenário similar, Bolsonaro registrava 33% de aprovação e 33% de reprovação.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *