Em Jorge do Rosário, a ilustração do rosalbismo em frangalhos

De 10,21%, 12.017 votos, há 4 anos, para uma desidratação de praticamente metade de seu capital eleitoral: 5,16%, 6.861 votos, neste 2022. Jorge do Rosário (AVA), candidato a deputado estadual nas duas ocasiões, é a exemplificação do quão não está nada fácil ser aliado do rosalbismo em Mossoró. Nesse ínterim, em 2020, o empresário decidiu…


De 10,21%, 12.017 votos, há 4 anos, para uma desidratação de praticamente metade de seu capital eleitoral: 5,16%, 6.861 votos, neste 2022. Jorge do Rosário (AVA), candidato a deputado estadual nas duas ocasiões, é a exemplificação do quão não está nada fácil ser aliado do rosalbismo em Mossoró.

Nesse ínterim, em 2020, o empresário decidiu aliar-se a Rosalba Ciarlini (PP), sendo seu candidato a vice-prefeito. O resultado foi a derrota. Da parceria firmada 2 anos atrás, do Rosário manteve elo com a ex-prefeita em 2022, sendo um dos candidatos por ela apoiados.

O desastroso resultado de Jorge deveria servir de lição para lideranças políticas e comunitárias, até mesmo para aqueles que não tinham base na cidade e cortejaram o apoio rosalbista, do quão tóxico é estar ligado a Rosalba e seu marido, ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado.

O rosalbismo está enfraquecido, o saudosismo é restrito entre aqueles que esbravejam os ditos êxitos de uma gestão que de tão repulsiva foi enxotada pela população, que até pouco tempo ainda nutria admiração pela líder populista.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *