Escândalo político abala São Gonçalo: presidente da Câmara acusa Jaime Calado de traição

O presidente da Casa, Geraldo Veríssimo, expôs publicamente o que chamou de traição por parte do ex-aliado, Jaime Calado.

Durante a sessão ordinária realizada na quinta-feira (15), na câmara de vereadores de São Gonçalo do Amarante, um escândalo político surpreendeu os presentes. O presidente da Casa, Geraldo Veríssimo, expôs publicamente o que chamou de traição por parte do ex-aliado, Jaime Calado.

Geraldo Veríssimo, que sempre apoiou Jaime em sua trajetória política, agora se vê diante das consequências amargas de confiar em quem não se mostrou leal. O presidente da Câmara revelou que Jaime Calado teria difundido informações falsas sobre sua pré-candidatura à prefeitura, insinuando que ele estaria apoiando o atual prefeito da cidade.

Além disso, segundo Veríssimo, Jaime estaria propagando a ideia de que sua pré-candidatura é financiada pelo atual prefeito, Eraldo Paiva, o que foi veementemente negado pelo presidente da Câmara.

O impacto dessa revelação é profundo, abalando as estruturas políticas do município e gerando intensos debates sobre ética e lealdade no meio político. A traição de um aliado próximo lança uma sombra sobre o cenário político local, deixando os cidadãos perplexos e exigindo respostas claras e transparentes por parte dos envolvidos.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *