‘Escapou da Covid 5 vezes, para agora esse demônio, esse covarde, fazer isso com ela’, diz madrasta de técnica de enfermagem morta

O corpo da técnica de enfermagem Rita Nogueira, encontrada morta em uma casa abandonada em Bento Ribeiro, no Rio de Janeiro, foi enterrado nesta quinta-feira (17). Rita foi encontrada morta na terça-feira (15). A vítima estava desaparecida desde domingo (13). O estudante de enfermagem Iago Lacê Falcão, que se relacionava com Rita há pouco mais…

O corpo da técnica de enfermagem Rita Nogueira, encontrada morta em uma casa abandonada em Bento Ribeiro, no Rio de Janeiro, foi enterrado nesta quinta-feira (17).

Rita foi encontrada morta na terça-feira (15). A vítima estava desaparecida desde domingo (13). O estudante de enfermagem Iago Lacê Falcão, que se relacionava com Rita há pouco mais de um mês, confessou o crime à polícia, mas não foi preso. A motivação da morte é investigada.

Parentes e amigos foram ao Cemitério de Nilópolis para se despedir da jovem. Eles externaram revolta pelo fato de o suspeito continuar solto, mesmo após ele ter confessado o crime e apontado o paradeiro do corpo à polícia.

“A gente falava para ela ter cuidado para ela não ficar com problema de saúde, porque era muito plantão, quase não tinha vida. Ela escapou da Covid cinco vezes para agora esse demônio, esse covarde, fazer isso com ela”, disse a madrasta, Raquel da Silva Alves.

“Daqui a um mês, ninguém vai lembrar mais da Rita, e ele provavelmente vai estar fazendo outra vítima”, emendou a madrasta.

Ex-noivo de Rita, Igor Ferreira criticou a Polícia Civil.

Fonte: RJ1


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *