FAKE: desmentida origem russa do míssil que atingiu a Polônia

De acordo com as descobertas iniciais, as autoridades dos Estados Unidos acreditam que o míssil que atingiu a Polônia foi disparado pelas forças ucranianas contra um míssil russo. Há informações que apontam para que o míssil possa ser um S-300, que estão na posse da Ucrânia e têm como objetivo destruir os lançados pela Rússia,…

Foto: Sergei SUPINSKY/AFP

De acordo com as descobertas iniciais, as autoridades dos Estados Unidos acreditam que o míssil que atingiu a Polônia foi disparado pelas forças ucranianas contra um míssil russo.

Há informações que apontam para que o míssil possa ser um S-300, que estão na posse da Ucrânia e têm como objetivo destruir os lançados pela Rússia, de acordo com o revelado à agência Associated Press por oficiais dos Estados Unidos.

“Três elementos das autoridades dos EUA disseram que as avaliações preliminares sugerem que o míssil foi disparado por forças ucranianas contra um russo para evitar que este atingisse a infraestrutura elétrica da Ucrânia nesta terça-feira”, lê-se.

Os oficiais falaram sob a condição de anonimato porque não estavam autorizados a discutir o assunto publicamente.

Estes mísseis, os S-300, são de fabricação russa e estão na posse das forças armadas da Ucrânia desde os tempos da União Soviética.

Vários outros órgãos de comunicação, citando diversas fontes, referem também que o incidente terá ocorrido depois das defesas antiaéreas terem detetado um míssil russo a entrar em espaço ucraniano, o que acionou o S-300, que acabaria por cair em território polaco.

Também o ministério da Defesa da Bélgica salientou esta quarta-feira essa possibilidade e a Rússia não tem dúvidas sobre o mesmo. “Míssil que atingiu a Polônia foi lançado por sistema de defesa S-300 ucraniano”.

Refira-se que a cidade onde caiu o míssil, Przewodow, fica a escassos quilômetros da fronteira com a Ucrânia.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *