Federação Brasil da Esperança pode se tornar a principal força de oposição em Mossoró

Marleide Cunha se destacou ao liderar a greve dos professores em busca do reajuste do piso salarial e ao liderar sindicatos que se opuseram a projetos de lei que afetariam as carreiras públicas do Executivo municipal. Isso fortaleceu sua relação com as bases sindicais.

A Federação Brasil da Esperança, composta pelos partidos PT, PV e PCdoB, está ganhando destaque como a nominata mais competitiva no campo da oposição política em Mossoró. Com as estruturas partidárias e o apoio do governo estadual, o petismo está em uma posição favorável para formar uma lista robusta de candidatos à Câmara Municipal de Mossoró (CMM).

Até o momento, quatro nomes começam a se destacar nessa lista. Entre eles, estão os vereadores Marleide Cunha (PT) e Pablo Aires (PSB), a ex-vereadora Aline Couto (PSDB) e a assessora parlamentar Plúvia de Oliveira (PT).

Marleide Cunha se destacou ao liderar a greve dos professores em busca do reajuste do piso salarial e ao liderar sindicatos que se opuseram a projetos de lei que afetariam as carreiras públicas do Executivo municipal. Isso fortaleceu sua relação com as bases sindicais.

Pablo Aires, conhecido por sua defesa da causa animal, está em conversas para se filiar ao PV. Ele surpreendeu nas eleições de 2020 ao ser o segundo candidato mais votado para deputado federal em Mossoró. Sua liderança no campo progressista, sem estar vinculado ao PT, é notável. Contudo, enfrenta acusações de antigos aliados, num caso ainda não devidamente esclarecido que poderá lhe custar o grande capital político que acumulou.

Aline Couto, que vem dialogando com o PCdoB, teve uma votação expressiva nas eleições de 2020 e continua atuante junto às suas bases na zona norte da cidade. Seu trabalho na assistência social, com foco na saúde, lhe rendeu um eleitorado fiel.

Plúvia de Oliveira, que quase foi eleita pelo PT em 2020, tem uma importante ligação com movimentos sociais e ganhou visibilidade por seu trabalho no mandato de Isolda de Dantas (PT). Ela tem o apoio dos principais segmentos da esquerda identitária local.

Com a adesão de Pablo e Aline à Federação Brasil da Esperança, eles se juntam a Marleide e Plúvia como potenciais puxadores de votos. Outras candidaturas também estão sendo consideradas, como a da assessora parlamentar Ana Flávia Lira (PT), e a possibilidade de acomodação com outras forças políticas, como o “rosadismo” e o “rosalbismo”, não está descartada.

Quanto mais ampla for a coalizão da federação, maiores são as chances de conquistar três ou até quatro cadeiras na CMM. É dessa coligação, liderada pelo PT, que se espera a maioria dos vereadores eleitos pela oposição em Mossoró. A política mossoroense está prestes a ver uma disputa eleitoral intensa e competitiva nas próximas eleições municipais.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *