Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Estado do Rio Grande do Norte inicia transposição para desenvolvimento

Com a solicitação para a chegada de pelo menos 34 milhões de m³ de água do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PSIF), feita pelo Governo do estado para 2023, a expectativa do setor produtivo é de que os projetos previstos para a região beneficiada pela transposição se consolidem, bem como garanta o abastecimento…

Com a solicitação para a chegada de pelo menos 34 milhões de m³ de água do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PSIF), feita pelo Governo do estado para 2023, a expectativa do setor produtivo é de que os projetos previstos para a região beneficiada pela transposição se consolidem, bem como garanta o abastecimento humano dos municípios que sofrem com a estiagem. A integração do Rio São Francisco com bacias hidrográficas potiguares vai criar uma sinergia hídrica com os grandes reservatórios da região, proporcionando maior garantia de oferta de água para o uso humano e dos produtores.

A expectativa é de que a transposição resolva a questão da segurança hídrica e potencialize o crescimento econômico, ainda que o setor primário se mantenha como o principal beneficiado (principalmente em decorrência da ampliação das áreas irrigadas para a agricultura).

Alguns exemplos estão na construção do canal de aproximação que permitirá a entrada das águas do São Francisco pelo Rio Piranhas/Assu e a própria Barragem de Oiticica fazendo a interligação de outras bacias na região do Seridó potiguar. Ao transpor também para o Mato Grande, há potencial para se criar um novo polo de desenvolvimento, onde já se destaca a fruticultura. Esperamos que as águas que entrarão no RN na altura das cidades de Luís Gomes, onde ainda se depende de carro pipa, e Major Sales, até o Reservatório Angicos, forneçam estabilidade definitiva, tanto do ponto de vista de abastecimento para a população como pelo desenvolvimento de atividade irrigada.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *