Gastos com presos são maiores que com alunos da rede pública? Entenda o caso

Por incrível que pareça, a reposta é sim. É o que revelam os dados oficiais do Governo do Rio Grande Norte.

Em 2022, um preso no estado custou em média R$ 1.892,96 por mês aos cofres públicos, enquanto um aluno do Ensino Médio na zona urbana custou R$ 542 no mesmo período. Os dados são do Fundo Nacional de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e da Secretaria Nacional de Políticas Penais, do Departamento Penitenciário Nacional (Senapen).

Desta forma, o custo médio mensal para manter um preso no RN é três vezes maior do que os custos para se manter um aluno do Ensino Médio na rede pública de ensino.

Os valores citados pela reportagem incluem a participação de recursos estaduais e federais, já que são políticas públicas com cofinanciamento para os estados. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em 2022 um preso custava em média R$ 1,8 mil mensais aos cofres brasileiros, enquanto um aluno da educação básica recebia um investimento mínimo médio anual de R$ 5,6 mil, cerca de R$ 470,00 por mês, valor quatro vezes menor.