Governo Federal não atende a pedido por adiamento nos tributos de empresas do RN

O Governo Federal negou o pedido de prorrogação do prazo para empresas do Rio Grande do Norte optantes do Simples Nacional pagarem os impostos referentes ao mês de fevereiro. O pedido foi feito como forma de aliviar os prejuízos causados aos setores produtivos pelos ataques criminosos que têm ocorrido no estado desde a semana passada.…

O Governo Federal negou o pedido de prorrogação do prazo para empresas do Rio Grande do Norte optantes do Simples Nacional pagarem os impostos referentes ao mês de fevereiro. O pedido foi feito como forma de aliviar os prejuízos causados aos setores produtivos pelos ataques criminosos que têm ocorrido no estado desde a semana passada.

O Comitê Gestor do Simples Nacional não identificou embasamento suficiente que justificasse a prorrogação do prazo. O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, afirmou que o pedido para adiar os prazos foi um dos pleitos dos empresários feitos à governadora Fátima Bezerra e aos gestores das Forças de Segurança do RN. A queda nas vendas é estimada em cerca de 80%, o que tem impactado negativamente o setor do Comércio, Serviços e Turismo.

Na última semana, 15 entidades representativas dos segmentos se reuniram para avaliar a situação e solicitaram algumas concessões na prorrogação de tributos ao Governo do Estado. Entretanto, o pagamento do Simples venceu na segunda-feira (20) e não foi aprovado a tempo pelo Comitê Gestor do Simples Nacional, mesmo tendo a concordância pelo Governo do Estado.

A situação tem sido preocupante para os empresários do estado, que pedem medidas para aliviar os prejuízos causados pelos ataques criminosos. O Governo do Estado, junto com as Forças de Segurança, tem trabalhado para garantir a segurança da população e coibir as ações criminosas, mas ainda não há previsão para o fim dos ataques.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *