Graças a interventor bolsonarista, estudantes do IFRN irão assistir aula com o papai noel

Em 2020, o IFRN passou por um processo determinante para o seu funcionamento. Durante a pandemia, o Ministério da Educação, sob o comando do bolsonarista Abraham Weintraub, nomeou Josué Moreira reitor pro tempore do IFRN. A decisão do ministro passou por cima da comunidade acadêmica, que elegera José Arnóbio, nomeando o interventor que sequer havia…

Em 2020, o IFRN passou por um processo determinante para o seu funcionamento. Durante a pandemia, o Ministério da Educação, sob o comando do bolsonarista Abraham Weintraub, nomeou Josué Moreira reitor pro tempore do IFRN.

A decisão do ministro passou por cima da comunidade acadêmica, que elegera José Arnóbio, nomeando o interventor que sequer havia participado das eleições. Durante os oito meses pelos quais perdurou, o reitor eleito não pôde tomar posse, os estudantes ficaram sem o ensino remoto emergencial e protestaram contra a intervenção.

As consequências do ex-ministro impactam ainda hoje a vida de centenas de estudantes do IFRN por todo o estado: durante a intervenção, a instituição teve suas atividades interrompidas e o calendário ficou atrasado.

Agora, a comunidade do IFRN permanece em atividade enquanto todas as outras escolas e instituições param para as férias de dezembro. Além disso, os estudantes que dependem dos transportes escolares dessas escolas, com calendários acadêmicos diferentes e que já estão entrando no período de férias, não sabem como irão frequentar as aulas.

Em algum momento, esperamos nos ver enfim livres das consequências de um governo inconsequente e sem plano nenhum para a educação pública do país. Até lá, a educação pública e aqueles que dependem dela seguem agonizando.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *