Inflação acumulada segue em queda, mesmo com maior pressão em setembro

Apesar do aumento observado em setembro, o IGP-DI apresenta uma deflação acumulada de 4,88% ao longo de 2023 e de 5,34% quando consideramos o período de 12 meses até setembro.

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), mensurado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou uma variação positiva de 0,45% em setembro deste ano, comparando-se ao mês de agosto. O anúncio foi feito pela FGV nesta sexta-feira, 6 de outubro.

Apesar do aumento observado em setembro, o IGP-DI apresenta uma deflação acumulada de 4,88% ao longo de 2023 e de 5,34% quando consideramos o período de 12 meses até setembro. Vale lembrar que deflação refere-se à diminuição contínua e generalizada dos preços de produtos e serviços.

Para contextualizar o panorama atual, em setembro do ano anterior (2022), o índice teve uma variação negativa de 1,22%. O acumulado de 12 meses naquela ocasião indicava uma taxa de 7,94%.

Notadamente, ao comparar os dados mensais, percebe-se uma aceleração significativa do IGP-DI. Em agosto de 2023, o índice estava em 0,05%, e em setembro, essa taxa cresceu para 0,45%.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *