Lula deverá reduzir poderes do superministério da Economia

Sabe-se que o presidente eleito Lula deverá desmembrar o superministério da Economia. Bolsonaro criou um Ministério da Economia com amplas responsabilidades, que foi cedido a Paulo Guedes. A criação dessa pasta resultou da união entre: Ministério da Fazenda (responsável pela política econômica nacional e pela estrutura fiscal); Ministério do Planejamento (responsável pelo planejamento de custos…

Sabe-se que o presidente eleito Lula deverá desmembrar o superministério da Economia. Bolsonaro criou um Ministério da Economia com amplas responsabilidades, que foi cedido a Paulo Guedes. A criação dessa pasta resultou da união entre: Ministério da Fazenda (responsável pela política econômica nacional e pela estrutura fiscal); Ministério do Planejamento (responsável pelo planejamento de custos e controle do orçamento do governo); Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic); e parte do Ministério do Trabalho.

Esse superministério tem uma responsabilidade enorme: cabe a ele determinar a política econômica para o país. As grandes decisões econômicas do governo – qual será o orçamento dedicado a cada área; em quais projetos será investido dinheiro; onde o governo irá cortar gastos – serão tomadas por esse ministério.

Com Lula, o Ministério do Trabalho deverá recuperar algumas atribuições perdidas e ser fortalecido.

O Ministério do Planejamento voltará a exercer suas funções anteriores. Bem como o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

LEIA TAMBÉM:

Alckimin e Braga Neto são os mais cotados para comandar equipes de transição

Nomes cotados para o ministério de Lula


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *