Lula diz que é “impossível” Bolsonaro vencer

O candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou nesta quinta-feira (20/10) o que chamou de “máquina de mentiras” utilizada pela campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) durante a campanha. Também afirmou que é “impossível” o adversário tirar a diferença entre eles até o dia da eleição. As declarações foram dadas durante coletiva em um…

O candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou nesta quinta-feira (20/10) o que chamou de “máquina de mentiras” utilizada pela campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) durante a campanha. Também afirmou que é “impossível” o adversário tirar a diferença entre eles até o dia da eleição. As declarações foram dadas durante coletiva em um hotel de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro.
“Nosso adversário tem uma máquina poderosa de contar mentiras. Não é pouca coisa a rede que meu adversário utiliza para vender monstruosidades. Ele é um mentiroso muito profissional, mente com a maior desfaçatez, mas não vamos entrar no lamaçal que eles querem nos jogar”, afirmou o ex-presidente, que também se baseou em boatos para dizer que uma equipe de Steve Bannon, ex-estrategista de Donald Trump, viria ao Brasil para ajudar Bolsonaro.
Lula reconheceu a “importância” e a “capacidade do exército de miliciano” de fazer enfrentamento nas redes sociais. “A gente não tinha experiência, o Brasil não estava habituado com isso”, disse.
A 10 dias do segundo turno, Lula também comentou pesquisa DataFolha divulgada na quarta-feira (19/10), que mostrou o petista com 52% dos votos válidos contra 48% de Bolsonaro, e disse que serve como alerta. “Vamos ganhar eleições. Impossível ele tirar diferença em uma semana, mesmo fazendo as loucuras que ele faz”, garantiu.
O petista ainda comentou a decisão do ministro Paulo de Tarso Vieira Sanseverino, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que dá direito de resposta a ele dentro do espaço destinado à propaganda eleitoral de Bolsonaro na televisão. “Muito importante tirar tempo das mentiras que Bolsonaro conta na TV. Em vez de fazer o que eles fazem, vamos à Justiça”, explicou.
À tarde, Lula faz caminhadas em São Gonçalo, na região metropolitana, e em Padre Miguel, zona oeste do Rio.
Fonte: Metrópoles


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *