Lula só pode estar de brincadeira

Estou ciente de que receberei uma dúzia de mensagens irritadas de antigos amigos reclamando deste texto. Mas meu trabalho aqui não é defender Lula nem ninguém. Se tenho defendido o governo Lula na maioria das vezes, é por por julgar que o governo tenta fazer a coisa certa.

Estou ciente de que receberei uma dúzia de mensagens irritadas de antigos amigos reclamando deste texto. Mas meu trabalho aqui não é defender Lula nem ninguém. Se tenho defendido o governo Lula na maioria das vezes, é por por julgar que o governo tenta fazer a coisa certa.

E desta vez nosso presidente exagerou na simplificação e no proselitismo. Não preciso esclarecer aos inteligentes leitores com quem tenho o privilégio de dialogar que a guerra na Ucrânia envolve aspectos complexos, de longa data e com implicações duradouras na geopolítica do século XXI.

Daí que a declaração de Lula ao Jornal Nacional sobre o conflito foi bastante infeliz, e sequer precisa de maiores comentários. Apenas transcrevo para que saibam do que falo:

“Primeiro, o Putin tem que entender que ele está errado ao fazer invasão territorial de um país e ele precisa voltar atrás. É preciso que a guerra pare para a gente começar a conversar. E eu disse para ele [Biden] que eu tenho interesse, o Brasil tem potencial disso. O México tem potencial, a Indonésia tem potencial, a China tem potencial, a Índia tem potencial. Tem muitos países que não estão envolvidos e é isso que eu desejo. Alguém vai ter que falar para o Putin: ‘Cara, para essa guerra.’ Ou: ‘Zelensky, para essa guerra.”


Comments

3 respostas para “Lula só pode estar de brincadeira”

  1. Lula é um político esperto, está simplicidade como se fosse um jogo de dados, me parecer mais desvios de grandes assuntos. Lula e equipe entender de geopolítica, as respostas simples e bobas ñ me parece de fato o que Lula entender pelo fim da guerra. Mais manter as alianças entre o conflito nos da soberania. Ter neutralidade neste momento nos colocar no bom lugar.

  2. Avatar de Fã do profeta

    E o único homem a saber a verdade, disse:
    _”–Cara, para essa guerra.”_
    E a guerra parou. A Rússia se retirou, a Ucrânia desistiu de entrar na OTAN, Estados Unidos e Europa ficaram satisfeitos, as contas de luz e gás ficaram baratas na Alemanha e todos se deram conta de como tudo era simples enquanto a Ucrânia devolvia os tanques de que não iria mais precisar.
    Mas, ei, eis que em Natal, no longínquo e pequenino elefante brasileiro, um jornalista ousou duvidar dessa profecia. Blasfêmia.

  3. Avatar de Aluísio Azevedo
    Aluísio Azevedo

    Simplificação, com certeza. Longe de ser uma análise geopolítica, cheia de condicionantes. Porque ele é Lula. Elabora uma mensagem-desejo,, para que ganhe força. Creio que o papel de Lula sempre será mais proveitoso, a partir de suas palavras simples e diretas. O mundo clama por coisas simples, por desejos reais de paz, pelo combate à fome. Simplesmente isso. Sem desejo, nunca haverá atitude.
    A Ucrânia é vítima, com certeza. Seu presidente-comediante-espetáculoso continuará fazendo daquela nação uma massa de manobra.
    A Rússia e seu novo-czar imitam os imperialistas estadunidenses em suas invasões e “operações especiais”.
    Europa e EUA não agem pela paz. Especialmente, os EUA não pedem nem querem paz. A guerra é proveitosa para os que rapinam por fora. Enviam armas aos ucranianos-buchas-de-canhão. Enviam gás aos europeus. Uma história sem almoço grátis. Nada nela pode ser simples.
    Apenas um desejo sincero de encerrá-la o pode.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *