Manifestantes instalam até banheiros químicos em frente ao 16 RI

Os eleitores descontentes de Jair Bolsonaro dão mostras de que não pretendem encerrar seu ciclo de protestos tão cedo. Após fraca adesão aos atos do último sábado, imaginou-se que o movimento daria uma pausa. Mas não é o que acontece nesse momento. Fixados diante do Batalhão do Exército, na Av. Hermes da Fonseca, há quem…

Os eleitores descontentes de Jair Bolsonaro dão mostras de que não pretendem encerrar seu ciclo de protestos tão cedo. Após fraca adesão aos atos do último sábado, imaginou-se que o movimento daria uma pausa. Mas não é o que acontece nesse momento.

Fixados diante do Batalhão do Exército, na Av. Hermes da Fonseca, há quem até pernoite no local, esperando a adesão de maiores contingentes.

No atual momento dos protestos, as interdições das vias cessaram, dando lugar à ocupação das calçadas.

As pessoas que ali se manifestam seguem acreditando que houve fraude na eleição presidencial que conferiu a Lula seu 3º mandato.

Diversos boatos e fakenews, alguns vindos direto do exterior, alimentam as teorias conspiratórias que até o momento não apresentaram qualquer evidencia de que a eleição não tenha sido normal.

Embora não apresentem risco real à posse do presidente eleito em 1º de janeiro, tais movimentos preocupam, expressando a fragilidade da democracia brasileira e a descrença em suas insituições. Se não houver adequada resposta, poderão abrir caminhos incertos.

Foto: Matteus Fernandes


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *