Marianna Almeida, prefeita de Pau dos Ferros, fala da gestão, do futuro da cidade e de seus planos políticos

Entrevista com Marianna Almeida, prefeita de Pau dos Ferros, na qual ela fala da gestão, do futuro da cidade e de seus planos políticos.LEIA A ENTREVISTA COMPLETA!

Marianna Almeida (PSD) surgiu como uma das novas lideranças estaduais ao derrotar, em 2020, o então prefeito Leonardo Rêgo (à época no DEM, hoje UB). Rêgo era tido como favorito numa conjuntura em que a oposição fez uma pré-campanha titubeante. O ex-prefeito Nilton Figueiredo foi lançado como candidato oposicionista, no entanto, enfrentou entraves jurídicos e não teve candidatura oficializada, coube à Marianna sair da condição de vice para ser cabeça da chapa.

Numa eleição marcada pela ascensão de Almeida na reta final, o pleito ficou altamente polarizado. Mesmo assumindo à liderança nas pesquisas, havia dúvidas se sua candidatura teria condições de se sobrepor ao uso ostensivo da máquina em favor de Leonardo, ainda mais com o histórico de bons resultados para o clã Rêgo. No fim, com uma diferença de quase dois dígitos, 9,51% dos votos, Marianna bateu o então prefeito.

Na entrevista concedida ao Blog do Girotto, a prefeita falou do pleito que lhe conferiu a vitória histórica, das realizações de seu mandato nesses dois anos à frente do executivo, das vitórias de Fátima Bezerra (PT) e Lula (PT), e da parceria que espera dos governos estadual e federal para atender às demandas do município.

BdoG – Em 2020 você se tornou o nome da oposição para enfrentar Leonardo Rêgo. Sua candidatura, de início, foi tida como mais uma derrota certa para o grupo oposicionista, no entanto, você superou todas as expectativas e sagrou-se vitoriosa nas urnas. Que avaliação faz do pleito que lhe rendeu aquela vitória histórica?
M.A. – O povo de Pau dos Ferros queria uma nova proposta para governar à cidade. O ex-prefeito já estava no seu terceiro mandato, e as forças políticas locais não se renovavam. Quando surgiu o meu nome, senti a aceitação imediata, por representar a esperança de novos tempos, e de uma política mais pé no chão, ouvindo às pessoas. O resultado das urnas refletiu o que sentíamos nas ruas, a vontade de mudança e a esperança de tempos melhores, e de uma administração mais humanizada em Pau dos Ferros.

BdoG – Você foi eleita na esteira de uma população que rechaçou o modelo de prestação de serviço público entre os anos de 2017 e 2020, no mandato de seu antecessor. Críticas também foram feitas a forma que a administração conduziu a economia da cidade. Como o governo vem trabalhado a promessa da mudança no modelo de gestão que lhe fez ser eleita há 2 anos?
M.A. – A gestão que nos antecedeu era marcada por desenvolver uma política de maquiagem, com construção de praças e canteiros, que davam uma falsa sensação de bem-estar social. Na contramão disso, os serviços básicos eram oferecidos com diversas restrições, e de forma pouco eficiente. A nossa gestão tem focado nisso, no que é verdadeiramente importante para melhorar a qualidade de vida dos nossos munícipes. Demos uma guinada na saúde, abrindo um Centro COVID, ambulatório pediátrico, inserindo medicações injetáveis nas Unidades de Saúde, promovendo uma territorialização, visando abrangência total dos agentes comunitários de saúde. Construímos um Centro de Especialidades Médicas, abrimos novas farmácias básicas, e, enfim, estamos nesse trabalho contínuo, visando oferecer uma saúde de qualidade para a nossa população. Na educação, por exemplo, promovemos pequenas reformas em todas as unidades de ensino, forramos e climatizamos, investimentos em equipamentos e materiais, estamos pagando o piso salarial nacional do magistério, revisamos e concedemos às progressões horizontais e verticais dos professores, abrimos berçário e escola em tempo integral, e tantas outras ações que estão resultando num aumento considerável no número de alunos que ingressaram na rede municipal de ensino. É através dessas políticas que pretendemos deixar um legado para a população pau-ferrense.

“Tudo o que eu quero é conseguir realizar o meu sonho de encerrar o nosso mandato de cabeça erguida, podendo prestar contas ao povo pau-ferrense de tudo o que prometemos e cumprimos. ”

Marianna Almeida
prefeita de Pau dos Ferros

BdoG – As últimas pesquisas realizadas mostram que seu governo conta com aprovação de 80%. Em dezembro a Câmara Municipal elegeu a Mesa Diretora, sendo composta por vereadores da base governista, que são maioria no legislativo. Com essa alta aprovação espera-se Projetos de Lei que tragam mais benefícios aos pau-ferrenses. Quais Projetos o governo trabalha para esse 1º semestre?
M.A. – Graças a Deus a população tem compreendido bem as ações adotadas pelo nosso governo, e tem dado respaldo para nos mantermos firmes nessa caminhada. Em relação ao Poder Legislativo, graças a Deus, a nossa relação é de bastante harmonia. Não estamos tendo maiores dificuldades em aprovar matérias que são importantes para o povo pau-ferrense. Neste primeiro semestre de 2023, devemos encaminhar a Reforma Administrativa do Poder Executivo Municipal, além de novas políticas de incentivo para estudantes, artistas e desportistas.

BdoG – Fátima Bezerra, que contou com seu apoio à reeleição, conquistou mais de 70% dos votos em Pau dos Ferros. Como você avalia essa alta votação da governadora, e o que espera de parceria político-administrativa para essa próxima metade de seu mandato?
M.A. – Pau dos Ferros é uma cidade predominantemente de esquerda. Os candidatos com visões mais progressistas e que são defensores dos movimentos sociais tendem a receber um apoio maciço da população. A governadora Fátima tem recebido essa prestigiosa votação na nossa cidade desde quando foi candidata a deputada, depois senadora e governadora. Com o nosso apoio, e um leque de alianças, potencializou-se ainda mais essa votação. Além de Fátima, estivemos apoiando o projeto da frente ampla que elegeu o presidente Lula (PT), e nós esperamos que ambos olhem com muito carinho para Pau dos Ferros. Precisamos colocar em prática inúmeros sonhos e anseios da nossa população, e é com eles que eu conto totalmente para satisfazermos às nossas demandas: reforma e construção de Unidades de Saúde, de escolas, prédios próprios para os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), pórticos para as entradas da cidade, construção do anel viário, construção do distrito empresarial, obras de pavimentação e drenagem, sinalização do trânsito, finalização da obra do Terminal Turístico Serrote do Jatobá, dentre tantas outras.

BdoG – Ao contrário de muitos prefeitos do estado, que não se posicionaram ou preferiram ir de encontro à população e apoiar Jair Bolsonaro (PL), você externou apoio à candidatura de Lula, que teve quase 80% dos votos na cidade. Num momento em que o senador Rogério Marinho (PL), parceiro de sua administração, perde espaços em Brasília, quais canais políticos você buscará junto ao governo federal?
M.A. – O senador Rogério foi muito correto conosco, e independente do acesso dele em Brasília, tenho a segurança de que destinará emendas e envidará esforços para que Pau dos Ferros seja contemplada com diversos benefícios. Também temos um deputado estadual, Galeno Torquato (PSDB), muito atuante, prático e resolutivo, que mantém bons contatos e sabe percorrer o caminho das pedras. Contudo, sabemos que a senadora Zenaide (PSD), e principalmente a governadora Fátima são o nosso principal meio de interlocução com o governo federal, com o presidente Lula e com todos os seus ministros, e é através desse elo que pretendemos ir diversas vezes à capital federal, com muitos projetos e pedidos debaixo do braço, e temos a esperança de que o nosso apoio será determinante para que Pau dos Ferros seja vista com bons olhos. Tudo o que eu quero é conseguir realizar o meu sonho de encerrar o nosso mandato de cabeça erguida, podendo prestar contas ao povo pau-ferrense de tudo o que prometemos e cumprimos. Sinto que o melhor já começou!


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *