Michelle Bolsonaro não sabia das joias, nem queria elas, a pobre

A investigação sobre o caso das joias destinadas à primeira-dama Michelle Bolsonaro tem ganhado destaque nas últimas semanas. Com avaliação de R$ 16,5 milhões, as joias foram confiscadas pela Receita Federal em outubro de 2021 e agora a Polícia Federal está investigando possíveis crimes envolvendo o governo Bolsonaro. Descubra os detalhes chocantes deste escândalo.

Na última sexta-feira, o jornal O Estado de S. Paulo revelou o caso das joias enviadas pelo governo da Arábia Saudita ao Brasil, destinadas à então primeira-dama Michelle Bolsonaro, que não foram declaradas na alfândega do Aeroporto Internacional de São Paulo.

Com valor estimado de R$ 16,5 milhões, os mimos sauditas não seriam de conhecimento de Michelle, segundo a própria, que defende a devolução dos presentes para seus amigos de além mar.

Segundo informações de um funcionário da Receita Federal, o assessor do ex-ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, teria tentado esconder as joias, ao escolher a via “nada a declarar” na alfândega.

De acordo com as fontes do jornal G1, a Receita Federal se surpreendeu com o fato de o ex-ministro não ter declarado as joias, mesmo tendo sido informado da necessidade da declaração. Até entendo, qualquer um se esquece de algo tão sem valor.

O ex-presidente Jair Bolsonaro afirmou que as joias seriam incorporadas ao acervo da Presidência da República e que a então primeira-dama poderia usá-las. No entanto, Michelle Bolsonaro negou ser dona das joias e afirmou que desconhecia o presente. Claramente faltou aos chefes do clã combinar o combinado.

O caso das joias de Michelle pode configurar crimes como peculato, descaminho e lavagem de dinheiro, segundo o ministro da Justiça, Flávio Dino, que pediu à Polícia Federal que investigue o caso.

O clã Bolsonaro segue nos noticiários, policiais. E a cada semana que passa uma vergonha assola o país, 4 anos governado por essa trupe.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *