Mulheres seridoenses tem acesso facilitado a saúde e ao direito

O projeto de extensão Direito da Saúde Aplicado à Mulher, do curso de Direito do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres/UFRN), iniciado pela coordenadora do Direito da Saúde Aplicado à Mulher e professora adjunta do curso de Direito do Ceres/UFRN, Renata Oliveira Almeida, desenvolve ações para o acesso ao conhecimento relativo à saúde feminina…

O projeto de extensão Direito da Saúde Aplicado à Mulher, do curso de Direito do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres/UFRN), iniciado pela coordenadora do Direito da Saúde Aplicado à Mulher e professora adjunta do curso de Direito do Ceres/UFRN, Renata Oliveira Almeida, desenvolve ações para o acesso ao conhecimento relativo à saúde feminina na vida de crianças, adolescentes e mulheres seridoenses.

O grupo realizou o planejamento estratégico e a produção de panfletos que visam informar sobre o direito da saúde aplicado às gestantes no Seridó, Condutas prejudiciais à saúde da mulher seridoense, proteção à saúde da mulher idosa no seridó, entre outros. Dentre os 25 municípios que compõem o Seridó do RN, as cidades de Parelhas, Currais Novos, Jardim do Seridó e Caicó foram contempladas com a distribuição dos panfletos, além da capital potiguar, Natal, chegando até aquelas mulheres que não possuem acesso a internet, já que muitas acessam o perfil “Direito da Saúde Aplicado à Mulher” no Instagram.

O projeto não é de hoje; já vem sendo aplicado há algum tempo e tem gradativamente expandido seu alcance. É um recurso muito importante de aproximação da universidade com a comunidade, particularmente num segmento vulnerável como as mulheres daquela região.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *