O chauvinismo contra Carla Zambelli

A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) recebeu o diagnóstico positivo para COVID-19 enquanto estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital DF Star, em Brasília, onde tratava de um “mal-estar súbito” sem causa identificada, de acordo com um comunicado divulgado neste domingo.

Mal circulou a notícia, e pessoas de bem comemoraram nas redes sociais, pois a deputada é uma das pessoas que decidiram não se vacinar contra a Covid. Apoiar ou não a decisão pessoal de Zambelli cabe a cada um. Pessoalmente, já perdi as contas de quantas doses tomei e recomendo que todos se vacinem. Agora, que espetáculo feio dizer que se preocupa com a vida e celebrar o adoecimento de alguém.

Carla Zambelli representa perfeitamente uma política que desprezo. Daí a desprezar a vida dela, são outros quinhentos. Aniquilar os opostos – ou desejar que sejam aniquilados – tem nome. É fascismo. Para quem tinha medo que ele se alastrasse, uma má notícia: ele já na casa de todos nós.