O que pensa a ala que defende o apoio de Álvaro Dias a Carlos Eduardo em 2024

A imprensa potiguar tem noticiado os esforços daqueles que defendem uma aliança entre o atual prefeito da capital, Álvaro Dias (REP), e seu antecessor, Carlos Eduardo (PSD).

O principal fator que os defensores da aliança levam em conta são as pesquisas de intenção de votos divulgadas neste ano.

Na mais recente delas, a 6ª da série da Exatus divulgada pelo Agora RN, traz números que reforçam os argumentos expostos pela ala pró-aliança.

Divulgada no último 19, a pesquisa Exatus traz Carlos com 27,72%. Em 23 de junho ele chegou aos 32,65%.

Já 7,46% dos entrevistados, agora em setembro, declararam a intenção de votar de um candidato apoiado por Álvaro. Somados aos 5,07% que votariam nos secretários Irapoã Nóbrega e Joanna Guerra, o eleitorado decidido a apoiar um candidato apoiado pela atual gestão fica em 12,53%.

A soma é simples. Unidos, Álvaro e Carlos teriam 40,25% das intenções totais de votos. O que representa 46,9% dos votos válidos.

Argumentam, por fim, que os índices de apoio a um eventual candidato de Álvaro tendem a aumentar, com o avanço de seu projetos em curso em Natal. Sem contar o peso do apoio da administração municipal na eleição, que é inegável.

A tese dos defensores da aliança é, portanto, simples. Juntos, Álvaro e Carlos levariam a disputa no 1º turno, fortalecendo o projeto do prefeito para 2026. Só o que faltaria é ambos se entenderem.