Os defensores da “PL das fakenews” vivem espalhando fakenews

Durante um seminário realizado semana passada, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), autor do Projeto de Lei 2630/2020, também conhecido como “PL das fakenews”, levantou acusações contra a empresa Google, alegando que a companhia estaria manipulando o debate sobre o projeto no ambiente digital. Segundo o deputado, essa manipulação teria como objetivo “enviesar” os usuários e favorecer teses contrárias ao texto do projeto.

O deputado Orlando Silva não é o primeiro a levantar suspeitas sobre o papel das plataformas digitais no debate público. Nas redes sociais, tem havido uma forte difusão de publicações contrárias ao PL, levando diversos de seus defensores a acusar as big techs de manipular o algoritmo de distribuição em favor próprio.

Contudo, até hoje, não apresentaram qualquer evidência das acusações que fazem. Qual seria o nome para esse tipo de “informação”? Fakenews cabe bem nesse contexto. Imagine se dermos a essas pessoas o poder de decidir o que é ou não fake, o que pode ou não ser publicado?