Os reais motivos da suspensão do Programa do Leite em municípios potiguares

A Secretaria de Estado de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas) anunciou ontem a suspensão temporária do Programa Leite Potiguar (PLP) em 22 municípios do Rio Grande do Norte, devido a inadequações detectadas nas instalações da Indústria de Laticínios Apodi (ILA)

Um laudo técnico emitido pelo Idiarn apontou inadequações nas instalações da empresa. O governo do estado declarou que a produção de leite só será retomada após a empresa realizar as devidas correções e se adequar às exigências sanitárias. “A decisão visa proteger a saúde dos habitantes dos 22 municípios que são beneficiados por esse laticínio”, informou o governo.

Os municípios que sofreram a interrupção do programa são: Apodi, Areia Branca, Baraúna, Brejinho, Caraúbas, Felipe Guerra, Governador Dix-Sept Rosado, Grossos, Itaú, Jundiá, Lagoa de Pedras, Lagoa Salgada, Monte Alegre, Passagem, Riacho da Cruz, Rodolfo Fernandes, Serra do Mel, Severiano Melo, Taboleiro Grande, Tibau e Vera Cruz. Em Mossoró, a interrupção foi apenas parcial.

Sobre o PLP

O Programa Leite Potiguar é uma iniciativa de segurança alimentar que distribui semanalmente 5 litros de leite para famílias em situação de vulnerabilidade social no estado. Além de prover alimento, o PLP fomenta diversos setores como a agricultura familiar, a agropecuária e a indústria de laticínios.

A execução do programa é de responsabilidade da Sethas e beneficia os 167 municípios do Rio Grande do Norte, utilizando recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

Quem tem direito

Para serem elegíveis ao benefício do programa, as famílias devem atender a determinados critérios:

  • Estar inscritas no Cadastro Único;
  • Estar em situação de extrema pobreza, de acordo com parâmetros e critérios nacionais;
  • Ter uma renda dentro dos limites estabelecidos pela linha monetária da renda per capita oficial;
  • Ser compostas por dois ou mais membros;
  • Possuir crianças entre 1 e 7 anos, 11 meses e 29 dias;
  • Ter idosos a partir de 60 anos.

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *