Patrimônio do ministro das Minas e Energias aumentou 30 vezes nos últimos 17 anos

Levantamento publicado pelo portal UOL aponta que o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, acumulou um patrimônio de mais de R$ 79 milhões ao longo de sua trajetória política. Desde sua primeira candidatura a deputado federal em 2006, Silveira vem ocupando cargos públicos, mas também desenvolveu uma rede de empresas privadas que contribuíram significativamente…

Levantamento publicado pelo portal UOL aponta que o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, acumulou um patrimônio de mais de R$ 79 milhões ao longo de sua trajetória política. Desde sua primeira candidatura a deputado federal em 2006, Silveira vem ocupando cargos públicos, mas também desenvolveu uma rede de empresas privadas que contribuíram significativamente para o crescimento de seu patrimônio.

O estudo analisou 1.254 documentos públicos de cartórios de notas e imóveis de três estados, juntas comerciais, prefeituras e tribunais de Justiça, fornecendo um panorama detalhado do patrimônio do ministro. Durante o período em que trabalhou em cargos de confiança ou eletivos em Minas Gerais, sua base eleitoral, e em Brasília, a parte mais expressiva do crescimento de seus bens ocorreu.

Em 2006, ao concorrer pela primeira vez ao cargo de deputado federal, o patrimônio de Silveira era avaliado em R$ 1,035 milhão, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Antes de ingressar na política, o ministro atuava como delegado da Polícia Civil em Minas Gerais. Seus apoiadores políticos que o ajudaram a ascender na esfera governamental incluem Gilberto Kassab, secretário de governo do estado de São Paulo, e Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, ambos do mesmo partido de Silveira, o PSD.

Atualmente, o ministro é proprietário de diversos imóveis no litoral baiano, fazendas e centenas de lotes em Minas Gerais. Além disso, possui ações, uma holding, uma consultoria e uma construtora. Em sua declaração de bens em 2022, Silveira informou possuir um patrimônio de R$ 9 milhões.

Ao ser questionado pelo UOL sobre a origem de seus bens e ativos, Silveira afirmou que foram adquiridos ao longo de “mais de 30 anos de empreendedorismo” em Minas Gerais, seu estado de origem, e na Bahia. Ele ressaltou seu envolvimento com mais de 500 clientes adquirentes de imóveis e sua atuação exclusivamente privada no ramo comercial.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *