Pesquisa no Rio Grande do Norte é finalista do Prêmio Global de Inovação na Dessalinização da Água

Uma pesquisa que impacta diretamente três comunidades rurais no Rio Grande do Norte, proporcionando o uso eficiente dos resíduos gerados no processo de dessalinização, tornou-se finalista do Prêmio Global para Inovação na Dessalinização da Água (GPID)

Uma pesquisa que impacta diretamente três comunidades rurais no Rio Grande do Norte, proporcionando o uso eficiente dos resíduos gerados no processo de dessalinização, tornou-se finalista do Prêmio Global para Inovação na Dessalinização da Água (GPID). A iniciativa, liderada pelo professor Nildo Dias da Universidade Federal Rural do Semi-árido (Ufersa), teve início em 2009 e beneficia as comunidades de Boa Fé, na cidade de Campo Grande (RN), além do Assentamento Santa Elza e Serra Mossoró, ambos localizados em Mossoró (RN).

A pesquisa abrange diversas investigações relacionadas à dessalinização, incluindo a destinação adequada dos resíduos salinos dos dessalinizadores em comunidades rurais, a avaliação dos impactos ambientais do descarte desses resíduos e a eficácia do uso de membranas de osmose reversa no processo de dessalinização.

A tecnologia desenvolvida ao longo da pesquisa possibilita a utilização integral dos resíduos gerados pela dessalinização. Além do fornecimento de água potável para os moradores, as comunidades beneficiam-se com a criação de peixes, o cultivo de plantas e hortaliças e a alimentação de animais.

O professor Nildo Dias expressou a importância do trabalho e ressaltou os desafios enfrentados no desenvolvimento de pesquisas e tecnologias com o propósito de impactar positivamente a sociedade, especialmente no contexto brasileiro. Ele observou que muitas vezes as instituições de fomento priorizam outras áreas da ciência, subestimando as tecnologias sociais.

Os resultados dessa pesquisa se refletem diretamente nas comunidades atendidas, que passam a contar com uma cadeia sustentável de aproveitamento dos resíduos da dessalinização. Além disso, do ponto de vista acadêmico, a pesquisa resultou em quatro dissertações de mestrado, quatro teses de doutorado e seis Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), bem como em artigos e relatórios.

O Prêmio Global para Inovação na Dessalinização da Água reconhece e premia os principais pesquisadores do mundo que contribuem significativamente para a tecnologia de dessalinização de água salobra. A premiação valoriza iniciativas que inspiram soluções sustentáveis para o uso da água e para a promoção da segurança hídrica.

Durante a cerimônia de premiação que ocorrerá no início de outubro, a pesquisa mais destacada receberá um prêmio de US$ 100.000, enquanto as pesquisas vencedoras em outras categorias serão premiadas com uma Medalha de Impacto e um prêmio de US$ 50.000 cada. Além disso, os vencedores terão acesso a um programa de treinamento de 12 meses na Arábia Saudita.

Para Nildo Dias, independente do resultado final, a participação na cerimônia de premiação já representa o reconhecimento pelo esforço dedicado à pesquisa e inovação tecnológica.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *