Petroleiros fazem abaixo-assinado e exigem auditoria na venda do Polo Potiguar da Petrobras

Trabalhadores da Petrobras realizam movimento por investigação das denúncias envolvendo a venda dos 22 campos de petróleo e gás e da refinaria Clara Camarão, que a Petrobras entregou para a 3R Petroleum no último mês de junho. A venda do Polo Potiguar da Petrobras para a 3R Petroleum incluiu 22 campos de produção e a…

Trabalhadores da Petrobras realizam movimento por investigação das denúncias envolvendo a venda dos 22 campos de petróleo e gás e da refinaria Clara Camarão, que a Petrobras entregou para a 3R Petroleum no último mês de junho.

A venda do Polo Potiguar da Petrobras para a 3R Petroleum incluiu 22 campos de produção e a refinaria Clara Camarão. Como denunciamos neste blog e em reportagens do diário Agora RN, a venda refinaria no pacote do polo foi ilegal, desrespeitando inclusive decisão colegiada do STF.

Além desta ilegalidade, muitas outras graves suspeitam maculam todo o processo que culminou na venda da quase totalidade dos ativos da Petrobras no Rio Grande do Norte.

Inconformados com essa situação, centenas de petroleiros, familiares e cidadãos de todo o país decidiram lançar um abaixo-assinado online exigindo dos poderes públicos urgente investigação sobre todas as denúncias.

No texto da petição, os petroleiros registram os muitos danos causados à sociedade norte-rio-grandense pela privatização da Petrobras no estado. Além do alto preço da gasolina no RN, a entrega do patrimônio público também gerou perda de arrecadação para os municípios, demissões e transferências forçadas de trabalhadores.

Os petroleiros encerram a petição eletrônica conclamando a população a assinar o documento “para que as autoridades municipais, estaduais, federais e a própria PETROBRAS auditem o processo de venda do Polo Potiguar, com o intuito de passar a limpo todo o processo de venda do patrimônio público e, encontrando irregularidades, que denunciem às autoridades competentes para que estas façam cumprir a lei”.

Você também pode dar o seu apoio ao abaixo-assinado e defender a volta da maior indústria do RN para as mãos de seus donos legítimos, o povo brasileiro. Clique aqui e acesse o abaixo-assinado eletrônico agora mesmo.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *