PF ainda busca financiadores do 8 de janeiro

De acordo com informações da Polícia Federal, uma das linhas de investigação sobre os atos golpistas que depredaram a área central de Brasília no dia 8 de janeiro indica a atuação de pequenos financiadores regionais que juntos, de forma simultânea, teriam viabilizado a ação dos vândalos.

Segundo investigadores, isso explicaria o fato de até agora não ter sido identificado grandes financiadores que custearam os acampamentos em frente a quartéis militares e o envio das caravanas ao Distrito Federal. “Pode ser que esses grandes financiadores não existam”, avaliam pessoas ligadas à investigação.

A logística para os atos golpistas de janeiro teria sido viabilizada de forma simultânea por esses financiadores regionais, que deram logística e suporte para o transporte e a atuação dos grupos golpistas que depredaram o Palácio do Planalto, o Supremo Tribunal Federal e o Congresso naquele dia 8. Reunidos, esses “patrocinadores” teriam conseguido mobilizar um grande número de pessoas, necessária para viabilizar os atos.